Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

CÂMARA MUNICIPAL ISENTA PAGAMENTO DAS TAXAS DE PUBLICIDADE ATÉ 31 DE MARÇO

Depois de no passado dia 14 de janeiro anunciar a isenção de tarifas fixas de água, águas residuais e resíduos sólidos para apoiar os comerciantes e industriais durante os meses de janeiro, fevereiro e março, o Município de Albufeira, decidiu, agora, promover a isenção do pagamento de taxas de publicidade para todos os agentes económicos a operar no concelho, com efeitos a partir do dia 1 de janeiro e até 31 de março. O presidente José Carlos Rolo destaca que se trata “do reforço de medidas essenciais com vista à recuperação económica do concelho, nesta fase difícil provocada pela pandemia”.

“Face à situação de calamidade pública provocada pela Covid-19, que se arrasta desde março com perdas significativas de receitas na sequência da diminuição drástica da atividade económica, problema agravado esta segunda-feira, o que levou o primeiro-ministro a anunciar novas medidas de combate à pandemia e as autarquias a agirem rapidamente no sentido de responder de forma eficaz ao retrocesso verificado no levantamento gradual das suspensões e interdições decretadas durante o estado de emergência e o estado de calamidade, bem como a reforçar as medidas de apoio anteriormente adotadas, essenciais para ultrapassar esta fase difícil que estamos a viver, a Câmara Municipal de Albufeira decidiu isentar o pagamento de taxas de publicidade para todos os operadores económicos”, esclarece o presidente da Câmara Municipal de Albufeira.

Assim, depois de no passado dia 14 de janeiro anunciar a isenção de tarifas fixas de água, águas residuais e resíduos sólidos para apoiar os comerciantes e industriais do concelho durante os meses de janeiro, fevereiro e março, segue-se, agora, a isenção do pagamento de taxas de publicidade, com efeitos a partir do dia 1 de janeiro e até 31 de março.

José Carlos Rolo sublinha que o Município optou por estender a medida à generalidade dos operadores económicos, que se têm vindo a debater com a constante diminuição de rendimentos ao longo destes dez meses, pelo decidiu não fazer qualquer análise casuística.

O autarca aproveita para apelar à responsabilidade de todos, individual e coletivamente, no que respeita ao cumprimento das novas medidas destinadas a reforçar o combate à pandemia. “A economia está de rastos, as famílias a passarem graves dificuldades, os profissionais de saúde e todos os que estão na linha da frente estão exaustos, a capacidade dos hospitais na linha vermelha, pelo que temos que ser conscientes e fazer a nossa parte cumprindo rigorosamente todas as medidas”.

Refira-se que depois de, ontem, Portugal ter-se tornado o país do mundo com mais casos por milhão de habitantes e o segundo com o maior número de mortes, com 85% dos concelhos a passarem para risco de contágio extremo ou muito elevado, esta terça-feira voltou a registar-se mais 218 mortes relacionadas com Covid-19 - um novo máximo diário – e 10. 455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, de acordo com o Boletim da Direção-Geral de Saúde.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

124 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Albufeira - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Albufeira

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.