Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

O que vai aumentar em 2022

O que vai aumentar em 2022

Publicado em: 2022-01-03

O que vai aumentar em 2022

Ano novo, preços novos. Esta é uma realidade já conhecida no início de cada ano, sendo que 2022 não será excepção. São vários os sectores que irão sofrer aumentos, pelo que resumiremos quais serão as principais alterações nos preços para que possa refazer o seu orçamento mensal e organizar as suas contas.

Eletricidade

Quer permaneça no mercado regulado quer tenha optado pelo mercado livre, será dificil escapar aos aumentos dos preços da eletricidade. Quem esteja no mercado regulado poderá ver a sua fatura de eletricidade aumentar na ordem dos 0.2%. Já os aderentes ao mercado liberalizado verão igualmente um aumento do valor da eletricidade, consoante o fornecedor, com a EDP Comercial e Galp Energia, por exemplo, a actualizarem os seus preços.

Quanto aos consumidores da tarifa social, espera-se um atenuar superior a 30% sobre as tarifas de venda a clientes finais.

Rendas

Devido à inflacção, espera-se também neste ano, uma subida de 0,43% das rendas, sendo que não sendo obrigatória, a aplicação desta subida dependerá dos senhorios.

Portagens

Após 2 anos sem sofrerem alteração de preços, as portagens deverão em 2022 sofrer um aumento rondando os 1,84%.

Transportes

Também o preço dos transportes públicos será actualizado em cerca de 0,57%, de acordo com a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, escapando a esta subida os passes únicos Navegante, Municipal e Metropolitano de Lisboa e os passes sociais no Porto, que irão manter os preços em 2022.

Outro preço que se manterá será o do Alfa Pendular, constituindo uma excepção, já que todos os serviços da Comboios de Portugal (CP) vão sofrer alterações nos preços com um aumento médio acima de 0,5%.

Telecomunicações

Quanto às operadoras de telecomunicações, não estão confirmados aumentos ou manutenção dos preços, com excepção da Meo que procederá a uma “atualização do preço base da mensalidade” e da Nowo que deu a conhecer não estarem previstas alterações de preço.

Inspeções obrigatórias e Veiculos

O preço da inspecção obrigatória de automóveis ligeiros sobe para 31,80€, o de pesados para 47,59€. O aumento das tarifas das inspeções relativamente aos motociclos, triciclos e quadriciclos (com cilindrada superior a 250cc) sobe para 16,01€ e o dos reboques e semirreboques para 31,80€.

O imposto sobre veiculos e o imposto unico de circulaçãp irão de igual forma ser actualizados o que representará uma subida de 0,9%.

Aumentos tambem nas entradas (Salários, pensões e apoios sociais)

Não só os preços dos produtos e serviços sofrem aumentos, mas também algumas entradas destacando-se o salário minimo nacional.

Assim, 705€, será o valor receber, o que representa um acréscimo de 40 € mensais face a 2021.

Os trabalhadores da Administração Pública verão os seus salários aumentados em 0,9%, o que representa mais 14€ considerando o salário médio de 2021.

O mesmo cenário de aumentos repete-se nas pensões. Quem tem uma reforma de até 886€ euros irá contar com um aumento de cerca de 1%. Pensões entre os 886 e os 2659,2€ aumentam 0,49% e pensões de valor superior sobem 0,24% .

No que respeita ao Indexante dos Apoios Sociais este será atualizado de 438,81 euros para 443,20 euros.

Também o valor mínimo do subsídio de desemprego vai ser atualizado, passando a ser 509,68€.

 

 

Autoria:

PNMF




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar este artigo, Partilhe!
296 PARTILHAS / VISITAS

PODERÁ GOSTAR DE LEROUTROS ARTIGOS EM DESTAQUE