Portal Nacional dos Municípios e Freguesias


ECLIPSE SOLAR - Como Observar

Vai observar o eclipse Solar? Cuidado, tome as devidas precauções e evite lesões graves...

 

Como observar um eclipse:

A simples ideia de observar o Sol deve ser motivo de precauções e preocupações extremas. Afinal, o nosso instinto básico, quando acidentalmente encaramos o Sol de frente, é cerrar os olhos e virar a cara. O Sol pode ser perfeitamente observado a olho nu e em absoluta segurança, apenas durante os breves segundos ou minutos em que decorre um eclipse solar total. Em todos os outros, sejam anulares ou parciais, ou durante as fases parciais de um eclipse total, é absolutamente fundamental fazer a observação apenas com os equipamentos e filtros adequados. Mesmo quando 99% da superfície do Sol está escurecida, no decorrer das fases parciais de um eclipse total do Sol, o remanescente crescente da fotoesfera é intensamente brilhante e não pode ser observado em segurança sem a adopção de medidas de protecção ocular.

Nunca tente observar as fases parciais ou anulares de um eclipse a olho nu. A não utilização de equipamentos e filtros adequados podem resultar em danos oculares permanentes ou cegueira imediata.


Para observar um eclipse anular ou as fases parciais de um eclipse total do Sol, torna-se necessário utilizar os mesmos equipamentos, técnicas de observação e precauções, utilizadas durante uma observação solar normal. A forma mais segura e simples de o fazer é utilizando métodos simples (ou mais sofisticados) para efectuar uma projecção do disco solar numa folha de papel branca ou mesmo no chão.

 

O Sol apenas pode ser observado directamente, a olho nu ou através de equipamentos, utilizando filtros especialmente desenhados para esse fim. Estes filtros utilizam, na sua maioria, uma fina camada de alumínio, crómio ou prata, depositada na sua superfície por forma a atenuar a energia proveniente dos raios ultravioleta, da luz visível e dos raios infravermelhos. Mais recentemente, a folha de mylar tornou-se uma alternativa popular e mais barata. Este tipo de filtro consiste de uma folha muito fina que pode facilmente ser cortada com uma tesoura e adaptada a qualquer tipo de caixa ou equipamento de observação. Pode consultar mais abaixo uma lista de lojas portuguesas de astronomia onde pode encontrar estes filtros. Podemos dizer que nenhum filtro é seguro para utilizar em telescópios, binóculos, ou outros equipamentos de observação, a menos que tenha sido especificamente desenhado para esse fim.

Entre os "filtros" inseguros podemos apontar as películas fotográficas a cores, algumas películas fotográficas a preto e branco que não possuem camada de prata na sua composição, radiografias médicas utilizadas, vidros fumados, lentes e filtros fotográficos de densidade neutra e filtros polarizadores. Geralmente os filtros solares para encaixe nas oculares, vendidos em conjunto com telescópios de baixo preço, são potencialmente perigosos e não devem ser utilizados em nenhuma circunstância. Não experimente qualquer outro tipo de filtro sem ter a garantia de que o mesmo é absolutamente seguro.

Os danos provocados na retina resultam, predominantemente, dos invisíveis raios infravermelhos. O facto de o Sol aparecer escurecido através de um filtro, ou de não sentir desconforto visual ao observá-lo, não garante o mínimo de segurança para os seus olhos. Os raios infravermelhos representam calor e basta que estes façam aumentar a temperatura da sua retina em 0,5º além da temperatura do seu corpo, para que ocorram graves e irreversíveis lesões na retina, muitas vezes só detectadas após alguns anos.

Evite todos os riscos desnecessários. Se achar que necessita de informação contacte um clube de astronomia próximo ou, na sua inexistência, o seu farmacêutico dar-lhe-á todos os conselhos necessários.

 

Fonte: Portal do astronomo

 

 

MUITO IMPORTANTE:

Nunca utilize óculos de sol, fotos negras, radiografias ou vidros negros!

Não substitua os filtros oculares solares ou vidro de soldador nº 14 por outros que “parecem bons”. O uso de óculos de sol muito escuros, fotos negativas, radiografias, vidros negros de fumo, ou combinações destes, não garantem a segurança da sua visão nem evitam uma possível cegueira. NÃO OS UTILIZE.

Nunca utilize os filtros oculares em conjunto com aparelhos óticos! A utilização combinada destes filtros solares com instrumentos óticos ativos (binóculos, câmaras fotográficas ou telescópios) deve ser totalmente evitada. Não o faça e impeça as pessoas de o fazerem.

 




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>