Portal Nacional dos Municípios e Freguesias


Chef Chakall leva sabores de Nova Orleães ao Jardins do Palácio de Cristal

É já na sexta-feira e no sábado que o festival Porto Blues Fest volta aos Jardins do Palácio de Cristal. Mas, desta vez, junta aos sons da música os cheiros e paladares da cozinha de Nova Orleães pela mão do Chef Chakall. Nascido na Argentina mas radicado em Portugal, onde dirige a cozinha de três restaurantes e passou já diversas vezes pela televisão, Chakall vai estar a preparar as especialidades gastronómicas daquela cidade, uma das regiões que tem o blues como música tradicional. Poderá assim fazer as delícias de quem procurar a Concha Acústica para assistir aos diversos concertos programados para 17 e 18 de maio. O festival, cujos bilhetes estão à venda online e variam entre os 20 euros (um dia) e os 30 euros (passe dos dois dias), tem abertura às 22 horas de sexta-feira com Henrik Freischlader. Influenciado por guitarristas como Peter Green, Steve Ray Vaughn e especialmente Gary Moore, este multi-instrumentista alemão promete um concerto explosivo de blues rock. Freischlader já atuou nas primeiras partes de concertos de Joe Bonamassa, B.B. King, Johnny Winter e dos próprios Peter Green e Gary Moore, entre outras lendas do blues. A primeira noite termina com uma voz de Filadélfia: Juwana Jenkins mistura influências da soul dos anos 60, tempos das editoras Motown e Sax, com sons rock e funk mais modernos. No sábado, a noite volta a começar com rock blues, desta vez trazido por Gwyn Ashton. Nascido no País de Gales e radicado durante muitos anos na Austrália, este virtuoso guitarrista foi apelidado de "rei do feel" por Robert Plant, vocalista dos Led Zepellin. Don Airey, teclista dos Deep Purple, tocou em dois dos seus álbuns e descreveu-o como "um dos grandes heróis não-cantados". Em mais de 30 anos de carreira, Asthon atuou com nomes como Mick Fleetwood, Hubert Sumlin ou Canned Heat e abriu concertos de Ray Charles, Van Morrison, Buddy Guy ou BB King. Em 2001, foi eleito guitarrista do ano pela Part Magazine, só atrás de Jeff Beck e Gary Moore. O cartaz fecha com um concerto de homenagem a Wolfram Minnemann, pianista alemão a viver no Porto desde 1973. Acompanhado em palco por António Mão de Ferro (guitarra), Rui Azul (saxofone), Manu Zé (baixo) e Rui "Cenoura" Ferraz (bateria), Minnemann levará aos Jardins do Palácio de Cristal um espetáculo que parte dos estilos de boogie-woogie e honky-tonk, servidos com bom-humor. +Info: Porto Blues Fest no facebook



ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

19 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Porto - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Porto

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.