Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Por um 25 ABRIL mais SAUDÁVEL (1974 – 2020)

Por um 25 ABRIL mais SAUDÁVEL (1974 – 2020) 

Portugal, durante 48 anos, viveu uma situação doentia, por culpa da ditadura de Oliveira Salazar, Américo Thomaz e Marcello Caetano. Esse regime confinou um país e um povo a um espaço isolado da Europa e do Mundo democráticos. Espalhou os “vírus” do medo, da censura, da polícia política (PIDE/DGS), da prisão, da repressão, da morte e mutilação pela guerra colonial, da pobreza, da emigração, do subdesenvolvimento socioeconómico, do analfabetismo e do atraso cultural.

Na Madeira, acresciam as maleitas do regime de colonia, da exploração das bordadeiras e dos trabalhadores da hotelaria, do desprezo da parte do poder de Lisboa e da falta de autonomia do arquipélago.

Em 25 de Abril de 1974, o Movimento das Forças Armadas, com o apoio do povo, debelou essa grave “epidemia”, rompendo a dura “cerca” montada à nossa pátria, através da instauração da liberdade, da democracia, do sindicalismo livre, do progresso económico-social, do avanço cultural, da autonomia regional e do poder local democrático.

A Revolução dos Cravos foi decisiva para mudar Portugal e a Madeira. Mas, também, foi importante para dar uma nova vida a Machico, lugar que foi um dos pioneiros no contagiar dos ideais do Movimento dos Capitães, tendo, por isso, conquistado o epíteto de “Terra de Abril”.

Neste ano, o COVID-19 atingiu a Humanidade. Devido ao estado de emergência, não será possível fazer a comemoração desta efeméride, como nos anos anteriores, com a reunião de pessoas e festejos públicos. Mesmo assim, cada um de nós pode e deve celebrar o 25 de Abril, porque ele está não apenas no material e no presencial, mas sobretudo no espírito de cada português, madeirense e machiquense. Em 2020, fiquemos livremente “presos” nas nossas casas, para podermos alcançar, o mais rapidamente possível, toda a nossa liberdade, com plena saúde.

Apesar destas limitações, o 25 de Abril não desaparece, ele está activo.  Sentimos, nesta calamidade, na prática e no dia-a-dia, nomeadamente em Machico, os valores da solidariedade e da fraternidade que a Revolução dos Cravos nos trouxe. Assistimos ao apoio aos mais desfavorecidos, da parte de muitas instituições, como a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia do concelho, com o fornecimento de alimentos e medicamentos às famílias carenciadas e aos idosos sozinhos e debilitados, de refeições e fotocópias aos estudantes mais necessitados e de outros auxílios sociais. Isto também é a chama de Abril.

Este tempo continua a ser um momento de luta. Revindicando um melhor serviço regional de saúde, impedindo atropelos aos direitos de quem trabalha e exigindo mais meios para os órgãos autárquicos apoiarem satisfatoriamente as suas populações, numa acção conjunta dos cidadãos, sindicalistas e autarcas.

Convençamo-nos que o COVID-19 não vai matar o 25 de Abril. Lembremo-nos que, ao longo da História, houve várias crises económicas e sanitárias que fizeram morrer milhões, mas não destruíram a Humanidade, nem os seus princípios orientadores. Como exemplos, a cólera (1817) não anulou o lema da Revolução Francesa (1789), “Liberté, Egalité e Fraternité”, nem a pneumónica ou gripe espanhola (1918) – que provocou cerca de 50 a 70 mil mortos em Portugal – não demoliu os ideais da República (1910). Nenhum vírus arruína o sentimento do ser humano, pois, como canta Manuel Freire, “não há machado que corte a raiz ao pensamento […] porque é livre como o vento” (poema de Carlos Oliveira). Portanto, o 25 de Abril continuará. Saibamos nós, cada um de nós, junto dos nossos e em cada uma das nossas casas, cultivar e divulgar a sua história e o seu património.

A Câmara Municipal de Machico, a Junta de Freguesia de Machico e o Grupo de Cidadãos por “Machico, Terra d´Abril” – na qualidade de habituais promotores do 25 de Abril em Machico – neste 46.º aniversário, renovam o seu agradecimento aos militares pela autoria da revolução, evocam a resistência de todos os que lutaram pela liberdade e pela democracia, enaltecem o papel destacado de Machico na propagação dos ideias de Abril e transmitem uma mensagem de esperança para que, com mais segurança e saúde, brevemente, voltemo-nos a reunir no Largo da Vila de Machico, para comemorarmos, fraternalmente, um 25 de Abril mais saudável.

 

- Câmara Municipal de Machico

- Junta de Freguesia de Machico

- Grupo de Cidadãos por “Machico, Terra d´ Abril”

 

 

 




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

365 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Machico - VER TODAS

4ª edição +MACHICO
Noites Musicais 2020

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Machico

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.