Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Freguesia de Cortes do Meio - Municipio de Covilha

Menu da Freguesia

Sob a inicial tutela da freguesia do Tortosendo, em 1837 “interesses pessoais não identificados” quiseram vê-la sob o domínio de Unhais da Serra. Efectivamente, após esta data e à revelia da população em geral, Cortes passou a considerar-se uma anexa de Unhais. No entanto, o Administrador do Concelho percebeu o descontentamento em integrar tal freguesia e, por conseguinte, leva, a 4 de Dezembro de 1845, esse caso a Concelho de Distrito de forma a conseguir o retorno à situação anteriormente verificada. Aprovada a decisão de integrar a paróquia de Tortosendo e aliviados os ânimos, viveram todos os Cortenses até 27 de Janeiro de 1859, data em que, contra o parecer da Câmara, o Concelho de Distrito, autorizou, por alvará, a criação da freguesia das Cortes.

Desta forma, são 153 os anos em que Cortes do Meio passou a ser uma Freguesia.

A freguesia integra, hoje, quatro aldeias, para além da que lhe dá nome, estes lugares são as anexas de Bouça, Cortes de Baixo, Ourondinho e Penhas da Saúde, aldeias que faziam parte de outras paróquias.

O orago de Cortes do Meio é S. Roque, ainda que a festa religiosa mais esperada durante o ano seja a festa de Nossa Senhora do Carmo, cuja capela foi edificada em 1958. Da etnografia local fica o abastecimento de leite, cabritos, carvão e carqueja à cidade da Covilhã. Os pobres vendedores ambulantes subiam descalços a íngreme encosta da Estrela de modo a conseguir o sustento para as suas famílias. Eram tempos difíceis, em que a riqueza era um bem que poucos usufruíam.

Hoje em dia, as condições de vida dos residentes em Cortes do Meio estão longe daquela triste realidade. Apesar de ainda se viver da pastorícia e da agricultura, são muitos os habitantes que complementam estas actividades com empregos que garantam a manutenção das suas vidas, ocupações livres de vicissitudes climáticas, mas sujeitas a outros tipos de inconvenientes.

Cortes do Meio é hoje uma Freguesia paradigmática, destacada pelas suas peculiaridades, pela sua capacidade empreendedora e pelo seu dinamismo autárquico.

Cortes do Meio refugia-se nas margens da sua ribeira semiglaciar, na vertente sul da Serra da Estrela, ribeira essa que pinta de azul os majestosos fragões que, atentamente, observamos a partir de qualquer ponto da aldeia.

A 15 km da Covilhã, a freguesia de Cortes do Meio estende-se desde o planalto das Penhas da Saúde até à verde planície do Ourondinho, a que correspondem 5 mil hectares de repousante beleza e colossal grandiosidade.

A esta Freguesia pertencem os lugares da Bouça, Cortes de Baixo, Ourondinho e Penhas da Saúde. Encaixada entre Unhais da Serra, Paul, Peso, Tortosendo, Vila do Carvalho, Manteigas e Covilhã, Cortes do Meio insurge-se através do encanto dos seus contrastes, observáveis por entre as encostas e os profundos vales que escondem segredos.

Cortes do Meio

Horário de 2ª a 6ª Feira

Período da Manhã

Período da Tarde

Serviços Administrativos

08H15 às 13H15

13H30 às 17H30

Serviços Operacionais

07H30 às 12H00

13H00 às 16H30

Bouça

Todas as 2ª Feiras:

  •  no periodo da Manhã das 9h00 ás 13h00

Horário de atendimento do Presidente ao público

O Presidente da Freguesia de Cortes do Meio, avisa todos os residentes, que o horário de atendimento será nos seguintes dias e locais:

Quarta-feira:

  • das 17H00 às 19H00 Cortes do Meio

Sábado: 

  • das 16H00 às 18H00 Cortes do Meio

1º sábado do Mês:

  • 15H00 às 17H00 – Bouça
  • 17H00 às 19H00 - Cortes do Meio 

ACTIVIDADES ECONÓMICAS

Feiras e mercados:

Mercado mensal, primeiro domingo de cada mês.

Comércio

  • Café Estrela, Penhas da Saúde
  • Casa Lindeza Desporto, Penhas da Saúde.
  • Minimercado Barata, Penhas da Saúde.
  • Café Serra, Bouça.
  • Café Le Chateau, Cortes de Baixo.
  • Café Chiquita, Cortes do Meio.
  • Café Restaurante Arcádia Bar, Cortes do Meio.
  • Talho Central, Cortes do Meio.
  • Mercearia da Céu.
  • Café Manuela e Filhos.
  • Minimercado Beta, Cortes do Meio.
  • Minimercado da Menina Ilda.
  • Preços d’arrasar, Cortes do Meio.
  • Atelier de artesanato da Senhora Evangelina Pires, Cortes do Meio.
  • Atelier de ferro forjado do Senhor Armando Alves Pires, Penhas da Saúde

Indústria

  • Serralharia Paulo Jorge Soares Barata.
  • Serração do Ourondinho, Lda.
  • Carpintaria Norberto Pereira

Construção Civil

  • Mareste – Construtores Civis, Lda
  • Augusto Fonseca dos Reis, Construtores Civis.
  • António Manuel Marques Esteves, Construtores Civis.
  • Pinturas Estevão.
  • Jaime Silva Reis, Construtores Civis.
  • Carmo e Vila, Lda., Construtores Civis.
  • José da Conceição Bizarro, Construtores Civis.
  • Esteves & Santos Lda., Construtores Civis.
  • Jorge Manuel Viegas Miguens, Construtores Civis.
  • Jaime Miguens Serra, Construtores Civis.

Serviços

  • Estrela Gest – Gabinete de Contabilidade

Conteúdo Brevemente Disponível

Estabelecimentos de Ensino Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Centro Ciência Viva da Floresta - Proença-a-Nova

O Centro Ciência Viva de Proença-a- Nova situa-se no Pinhal Interior Sul do concelho de Castelo Branco e o tema não podia ser outro: a Floresta. O edifício do arquiteto João Teixeira inspira-se no corte transversal de um tronco de pinheiro, determinando a disposição circular dos espaços. O Centro está rodeado por um ambiente de floresta com um lago, sobre o qual se debruça a esplanada do bar, levando os visitantes a refletir sobre o equilíbrio ecológico do planeta.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Estrada Nacional 241, Moitas
6150 - 345 Proença-a-Nova
GPS: 39.7333641052, -7.8759531975
(+351) 274 670 220

Horários:
Horário regular: 9h30 - 18h30 (terça a domingo incluindo feriados)
Horário de Verão (junho a setembro): 9h30 - 18h30 (terça a sexta) | 10h30 ?19h30 (fins de semana e feriados)

Saber mais sobre Centro Ciência Viva da Floresta - Proença-a-Nova

OS CIRCUITOS CIÊNCIA VIVA

Os Centros Ciência Viva integram um programa de turismo do conhecimento - os Circuitos Ciência Viva - que o desafia a explorar 18 destinos em Portugal com o que de mais único pode descobrir. Em família ou com amigos, são mais de 200 as etapas que revelamos contando histórias, explicando factos, fenómenos e despertando para novas perguntas.

Partindo de cada Centro Ciência Viva, estas viagens cruzam museus e monumentos, parques e reservas naturais, grutas e minas, ateliês e oficinas, experiências de aventura e paisagens singulares.

Durante um ano, com um cartão, um guia e uma app, pode visitar gratuitamente os 20 Centros Ciência Viva, as vezes que quiser, e usufruir de vantagens em mais de 200 parceiros de todo o país.

É um presente para a família explorar durante um ano, com o espírito curioso dos viajantes.

Saiba mais aqui sobre os Circuitos Ciência Viva