Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

O Bicho Cidrão - Madeira

Medonho, Aterrador, Petrificante. Assim é o som que se apodera do corpo e alma de todos quanto o ouvem, despertando a angústia, inquietação e ânsia mais profundos que o ser humano nem imagina que existem dentro de si.

 

Uivo ou grito? Não se distinguem…o urro profundo, rouco e abafado, espelhando uma dor profunda e desumana que deveria vir lá de baixo das escarpas, espalha-se despodoradamente no alto da serra, sem receios ou limitações. Na Madeira, conhecido como Bicho Cidrão.

 

Na ilha da Madeira, a sumptuosidade e rude beleza não passam despercebidos, sendo habitado por cavernas, vento e águias, onde o homem quase não chega. Falamos do Pico Cidrão sobre o qual versa a nossa lenda.

 

Diz-se que em tempos, ali viveu uma pastor e o seu cão, seu único e fiel amigo que em toda aquela solidão o acompanhava dia e noite.

 

Tão ágil era o cão como as cabras que guardava, saltando de escarpa em escarpa com mestria. No entanto, um dia, enquanto o pastor recolhia o seu rebanho, o cão decerto distraído por algum animal extraviado do rebanho, calculou mal o salto que fizera já milhares de vezes, e caiu no vácuo. Rolou, arranhou-se, despedaçou-se em cada rocha em que embatia, num uivo terrível de dor, terror e desespero.

 

Ora o nosso pastor, chorou amargamente a perda do seu grande amigo e companheiro gritando tão alto para os penhascos, que a sua voz, ressoou além mar, amaldiçoando tudo e todos sublinhando a triste sorte, o golpe do destino, a sua vida miserável e solitária existência:

 

ad_horizontal

 

-“Maldita sejas, antes o tivesse oferecido ao demo!”

 

O vento começou subitamente a soprar, feroz, inclemente, soltando roncos assustadores, ecoando a maldição do pastor. As palavras tornaram-se síbilos, guardadas em segredo numa gruta do Pico, onde só as águias conseguiam penetrar.

 

Quando finalmente o pastor deixou este mundo, o vento ordenou à águia que soltasse o uivo e a maldição que num eterno jogo de escondidas habitam desde então as alturas do Pico Cidrão.

 

Dizem aqueles que habitam nas redondezas, que aquele som aterrorizante, provém do ser demoníaco e sobrenatural, união dos espíritos dos dois amigos, o Bicho Cidrão.

POR: PNMF




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar este artigo, Partilhe!
307 PARTILHAS / VISITAS

PODERÁ GOSTAR DE LEROUTROS ARTIGOS EM DESTAQUE




DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO / QUESTÃO SOBRE ESTE TEMA: