Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Escultura Clamor da Maré Cheia inaugurada no Mosteiro de Ancede

O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, considerou que a instalação de arte contemporânea “Clamor da Maré Cheia”, da autoria da artista plástica Cristina Rodrigues, se enquadra bem no espaço do Mosteiro de Santo André de Ancede.

“O Mosteiro de Ancede é um dos locais mais importantes e com mais história do concelho de Baião, mas tem também uma forte perspetiva de futuro por via das obras de renovação que estamos a realizar. Temos um projeto de valorização da arte, do património, da história e do conhecimento. Por isso ficamos muito contentes em receber este diálogo com a arte contemporânea”, referiu Paulo Pereira na cerimónia de inauguração da escultura, ocorrida a 25 de julho.

O presidente da Câmara Municipal de Baião louvou ainda o trabalho realizado pelos colaboradores do Gabinete de Projetos Comunitários da autarquia, que juntamente com a vereadora Anabela Cardoso permitiram que a candidatura a este projeto fosse bem-sucedida e resultasse numa parceria positiva entre várias entidades.

UMA REFLEXÃO SOBRE A ODISSEIA HUMANA

A escultura foi instalada nas imediações da Quinta do Mosteiro de Ancede, em frente aos painéis do “Caminho do Rosário”. Consiste em 9 esculturas de anjos em ferro e redes de pesca que proporcionam uma reflexão sobre a figura mitológica Caronte, um barqueiro que faz a travessia entre dois mundos – o Mundo dos Vivos e o Mundo dos Mortos.

“No Mosteiro de Santo André de Ancede sempre se celebrou o culto do espírito e com esta obra quis fazer uma reflexão sobre a odisseia humana. O homem é visto como um ser curioso e trabalhador, capaz de enfrentar grandes adversidades por caminhos desconhecidos”, explicou a autora.

Cristina Rodrigues mostrou-se satisfeita por estar “praticamente em casa”, porque a sua família paterna é oriunda de Ancede e de Santa Cruz do Douro. “Tenho muitas e boas ligações a Baião e gratas recordações de muitos momentos aqui passados”, observou.

HORÁRIO DE VISITA

A escultura pode ser visitada no horário de funcionamento do Mosteiro, de 4-feira a domingo, entre as 10h30 e as 13h30 e entre as 14h30 e as 18h30.

 EXPOSIÇÃO COM 4 NÚCLEOS

O projeto “Clamor da Maré Cheia” resultou de uma colaboração entre a artista plástica Cristina Rodrigues e juntou quatro entidades: os Municípios de Baião, Valongo e Vila do Conde e o Museu Nacional de Arqueologia.

Foi feita uma candidatura à iniciativa “Programação Cultural em Rede”. Este programa comparticipou a 100% os custos do projeto.

O objetivo é promover e o património cultural e a criação artística e criar parcerias entre territórios e entidades culturais.

CONVITE PARA VISITAR O TERRITÓRIO

Na sessão de inauguração da exposição esteve presente Sérgio Monteiro em representação da União de Freguesias de Ancede e Ribadouro. “Congratulamo-nos por ver este espaço a ser renovado graças a um forte investimento. O Mosteiro de Santo André será cada vez mais um motor de desenvolvimento económico e turístico. É importante, também, no plano cultural, garantindo que também podemos ter o mesmo acesso à cultura que existe nos concelhos do litoral”, referiu.

Usou também da palavra o presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, que destacou a importância de colaboração entre vários municípios e entidades. “A Cultura é algo que nos une a todos e que nos mostra o quanto temos em comum. Foi positivo termos realizado uma parceria como esta, porque a cooperação permite levarmos a nossa ação mais longe”, notou o autarca.

Marcaram ainda presença na sessão o vice-presidente da Câmara Municipal de Baião, José Pinho Silva e os vereadores Anabela Cardoso e José Lima, para além de diferentes autarcas de freguesia e dirigentes associativos.

CONCERTO ABRILHANTOU A INAUGURAÇÃO

A inauguração da exposição foi complementada com um concerto na Igreja de Ancede a cargo da cantora soprano Carla Caramujo, acompanhada pelos músicos Álvaro Pereira e Evandra Gonçalves nos Violinos, Luis Norberto na Viola d’Arco e Michal Kiska no Violoncelo. O concerto consistiu na interpretação de composições de Hahn, Fauré, Puccini, Lacerda, Vianna da Mota, Grieg e Rachmaninoff.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

77 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Baião - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Baião

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.