Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Dia Histórico para Baião com a aprovação definitiva do “PRR” por Bruxelas

Ligação de Baião à Ponte da Ermida

Variante à EN 211 entre Quintã e Mesquinhata

 

O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, considerou que “ficará sempre para a história do concelho de Baião” a data de 16 de junho, em que foi aprovado oficialmente pela Comissão Europeia o Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal que inclui dois importantes investimentos para o concelho de Baião.

 

“Neste plano estão incluídas a ligação à Ponte da Ermida e a conclusão da Variante à EN 211 entre Quintã (Marco de Canaveses) e Mesquinhata, que são obras muito importantes porque vão garantir uma maior facilidade de acesso ao nosso território e melhores condições para a fixação de pessoas e para a atração de empresas”, refere Paulo Pereira.

 

“Territórios com melhores acessos são territórios melhores para viver e para investir e com estas novas estradas vai ser mais fácil chegar à zona sudeste do concelho e também à zona de Mesquinhata, Santa Leocádia, Ancede e Ribadouro”, acrescenta Paulo Pereira.

 

As obras vão também trazer vantagens na segurança rodoviária e chegam numa ocasião em que a Câmara Municipal está a dar passos para a criação de uma zona de acolhimento empresarial em Santa Marinha do Zêzere. “Esta notícia é decisiva, porque sem bons acessos não é possível atrair investimento e novas empresas para os territórios”, argumenta Paulo Pereira.

 

OBRAS ESPERADAS HÁ DÉCADAS           

Estas obras constituem um anseio muito antigo das populações baionenses e serão executadas por via do PRR que canaliza fundos da União Europeia para promover a recuperação económica, como resposta à COVID-19. Os investimentos deverão estar finalizados até 2026.

 

Para que estes investimentos aparecessem no PRR “fizemos um trabalho permanente e exaustivo junto dos nossos decisores nacionais. E fizemo-lo no seguimento de vários anos de defesa destas obras por autarcas e políticos baionenses como José Luís Carneiro, Emília Silva, Artur Carvalho Borges, vários presidentes de Junta, ou o ex-deputado à Assembleia da República, Fernando Jesus. Este foi sempre um ponto de consenso entre as forças políticas do nosso concelho. Esta é, portanto, uma vitória de todos”, nota Paulo Pereira.

 

LOUVOR AO GOVERNO

“É devida uma calorosa palavra de reconhecimento público ao Primeiro-Ministro, António Costa, ao Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos e ao Secretário de Estado Jorge Delgado. Fizemos chegar por várias vezes, e por várias vias, aos responsáveis políticos a necessidade deste investimento. A última das quais foi em setembro quando recebemos no nosso território o Ministro Pedro Nuno Santos. Nunca recebemos garantias de que a obra seria feita. Mas disseram-nos sempre que existiria uma ponderação séria e profunda, no contexto do interesse nacional. Hoje vemos que esse trabalho constante de defesa desta obra valeu a pena e que os anseios de uma região, e de um povo, foram ouvidos pelos decisores nacionais”, observa Paulo Pereira.

 

“Agradecemos ainda a solidariedade e apoio que sempre recebemos de autarcas de toda a região. Esse consenso que se gerou em torno destes investimentos foi importante para que esta ideia pudesse ganhar força. Todos perceberam que a mesma seria importante não apenas para Baião e para os baionenses, mas para um conjunto mais vasto de municípios e para os seus cidadãos. Esta coesão entre Resende, Cinfães, Marco de Canaveses, Mesão Frio e Peso da Régua é vital para podermos construir um país mais coeso, solidário e próspero”, conclui Paulo Pereira.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

74 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Baião - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Baião

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.