Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Câmara de Braga investe em programas de enriquecimento curricular em todo o Concelho

13/06/2021

Para além do investimento já anunciado pelo Município de Braga, para as respostas socioeducativas em todo o Concelho e para as quais a Câmara Municipal irá investir um valor superior a 2,3 milhões de euros no ano lectivo 2021/2022, através do pagamento de refeições escolares e actividades de animação e apoio à Família, o Executivo Municipal fará aprovar amanhã, em reunião de Câmara, a estratégia do Programa Municipal de Enriquecimento Curricular 2021/2022 com vista à concretização de acordos de colaboração tripartidos para as escolas de todo Concelho. 

Desta forma, reforçando e inovando o modelo adoptado pelo Município ao nível das actividades de enriquecimento curricular, já implementado nos anos lectivos anteriores de 2018/2019, 2019/2020 e 2020/2021 e tendo em consideração a avaliação francamente positiva do mesmo, opta agora o Executivo Municipal por dar sequência a este modelo organizativo, devendo para tal estabelecer protocolos com cada um dos Agrupamentos de Escolas ou escolas não agrupadas, e diferentes entidades promotoras e parceiras para este projecto.

Destaque para o forte investimento que o Município de Braga tem vindo a assumir ao longo dos últimos anos no sector da Educação, em todo o Concelho de Braga, mas cuja componente de financiamento por parte do MEC é maior parte das vezes diminuta, senão mesmo nula Um dos exemplos disso mesmo é o Programa Municipal de Enriquecimento Curricular, cuja comparticipação por parte do Ministério é inferior a metade do investimento a realizar.

Atribuição apoios financeiros para mais e melhor Educação

O Executivo Municipal de Braga, além dos apoios financeiros atribuídos às freguesias, vai apreciar, na reunião de Executivo desta Segunda-feira, a atribuição de apoios financeiros a entidades e ao desenvolvimento de projectos na área da Educação.

À associação Hypatiamat, a Câmara Municipal de Braga irá atribuir 10.000€ euros, apoio que se destina a apoiar um programa de combate ao insucesso escolar, na disciplina de matemática, através de recursos para o ensino da matemática para o primeiro ciclo do ensino básico.

Desenvolvendo a sua actividade através da disponibilização de recursos para professores e alunos do 2º e 4º anos de escolaridade para a exploração do currículo de matemática através de aplicações multimédia de conteúdos e aplicações de jogos no âmbito de medidas de suporte à aprendizagem da matemática. Verifica-se que esta parceria, com cinco anos, existente entre o Município de Braga e a Associação Hypatiamat, que a componente de cálculo mental é uma das áreas com resultados mais promissores.  

Já o Agrupamento de Escolas de Maximinos irá beneficiar de um apoio de cerca de 2.700€ euros, valor este destinado ao apoio do transporte de alunos do ensino artístico de Dança.

O ensino articulado da Dança é um dos pontos fortes do Agrupamento de Escolas de Maximinos, sendo o único Agrupamento do concelho de Braga que oferece este tipo de ensino, em parceria com a Escola de Dança Ginasiano, de Vila Nova de Gaia, entidade certificada pelo MEC.

Edifício da Praça da República classificado como monumento de Interesse Municipal

O Município de Braga aprovará amanhã, dia 14 de Junho de 2021, em reunião de executivo, a classificação do edifício n.º 1, da Praça da República, localizado na União de Freguesias de S. José de S. Lázaro e S. João do Souto, como monumento de interesse Municipal. 

A importância na malha urbana bracarense deste imóvel, bem como os pormenores arqueológicos conservados ao longo do tempo que este ainda comporta, como o torreão manuelino e os vestígios do alicerce medieval, leva a que o mesmo mantenha um valor e significado histórico / social e arqueológicos importantes, pelo que se tornará agora, após todo o processo de classificação, que passou por várias entidades, um edifício classificado como monumento de interesse municipal.

Aprovado suplemento de penosidade e insalubridade para assistentes operacionais

O Executivo Municipal de Braga aprovará de igual modo, na sua reunião de amanhã, dia 14 de Junho, a proposta de atribuição do suplemento de penosidade e insalubridade, a profissionais na carreira geral de assistente operacional.

A atribuição deste suplemento será de valor igual a 15% da remuneração base diária destes profissionais, correspondente ao nível de alto risco.

Aprovado o suplemento de penosidade e insalubridade o mesmo entra em vigor com efeitos retroactivos à data de 1 de Janeiro de 2021.

Este suplemento, que decorre de obrigação legal por imposição da Lei do Orçamento de Estado para 2021, será aplicado a estes trabalhadores por desempenharem funções em contexto de “recolha e tratamento de resíduos e tratamento de efluentes, higiene urbana, do saneamento, dos procedimentos de inumações, exumações, trasladações, abertura e aterro de sepulturas em condições de que resulte comprovada sobrecarga funcional que potencie o aumento da probabilidade de ocorrência de lesão ou um risco potencial agravado de degradação do estado de saúde”.

Município de Braga, 13 de Junho de 2021




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

68 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Braga - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Braga

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.