Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima recebem kits para intervenção em derrames de matérias perigosas

Os Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima receberam kits para intervenção em derrames de matérias perigosas, ao abrigo do projeto A.R.I.E.M. + Assistência Recíproca Inter-regional em Emergências e Riscos Transfronteiriços.

A ação resulta de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, em articulação com os 10 municípios do Alto Minho e com a Federação de Bombeiros do Distrito de Viana do Castelo.

O projeto contempla, em simultâneo, a entrega de kits para operações de resgate e salvamento, e de kits para intervenção em derrames de matérias perigosas, a ser entregues às 12 corporações de bombeiros do Alto Minho, de acordo com as suas necessidades específicas, num investimento global de cerca de 165 mil euros.

O objetivo geral do projeto passa pela definição de um plano territorial de emergências transfronteiriças e pela criação de uma rede unificada de comando operacional para a gestão de recursos humanos e materiais em situações de risco que permitam, em conjunto, melhorar a gestão e a coordenação efetiva de emergências. 

Durante a entrega efetuada no Quartel de Bombeiros de Ponte de Lima, o Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Victor Mendes, afirmou que "Cada corporação tem as suas especificidades e realidades, no caso da Corporação de Ponte de Lima," a necessidade de "um conjunto de equipamentos para intervenção em derrames de matérias perigosas, porque temos uma rede viária Municipal e Nacional muito extensa, pelo facto de sermos atravessados por duas autoestradas com uma grande intensidade de tráfego, que são a A3, a A28 e depois a A27 que entronca no nosso concelho na A3, e onde são transportadas um conjunto de mercadorias efetivamente de matérias perigosas, tendo em conta a nossa proximidade com a Área Metropolitana do Porto e com a fronteira de Espanha".

Já nas palavras do Comandante Operacional Distrital de Viana do Castelo, Marco Domingues, "Quando se preparou esta candidatura foram identificadas algumas necessidades e prioridades no âmbito das Corporações de Bombeiros, e com trabalho entre a Comunidade Intermunicipal e a Federação de Bombeiros, (…) face à industrialização, face às grandes vias rodoferroviárias que atravessam o distrito, foram identificados quatro locais em que seria pertinente e prioritária a alocação de equipamento de contenção de incidentes com matérias perigosas que foi o caso de Valença, Vila nova de Cerveira, aqui Ponte de Lima e a companhia de Sapadores Bombeiros em Viana do Castelo".  

Relembre-se que os Bombeiros de Ponte de Lima possuem 125 operacionais, entre estes, equipas com formação específica para atuar neste tipo de situações.

Conforme divulgado pela CIM Alto Minho, e como nota final, importa ainda referir que este "se trata de um projeto desenvolvido em parceria com a Agência Galega de Emergências (AXEGA), na qualidade de beneficiário principal, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), a Direção Geral do Meio Natural - Junta de Castilla e León, a Guarda Nacional Republicana (GNR) e o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)".




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

76 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Ponte de Lima - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Ponte de Lima

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.