Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Município de Vouzela presta homenagem no feriado municipal ao Rancho Folclórico de Vilar de São Miguel do Mato, ao empresário António José Carvalho, ao professor Fernando Pereira Marques e a título póstumo a Maria do Carmo Bica

Integrada nas comemorações do Feriado Municipal, vai realizar-se, no dia 14 de maio, pelas 11h30, no cineteatro João Ribeiro, a sessão solene de homenagem da Câmara Municipal ao Rancho Folclórico de Vilar de São Miguel do Mato, ao empresário António José Carvalho, ao professor Fernando Pereira Marques e a título póstumo à engenheira Maria do Carmo Bica.

Rancho Folclórico de Vilar de São Miguel do Mato

O Rancho Folclórico de Vilar de São Miguel do Mato nasceu em 1983, por iniciativa do Senhor Armando da Costa, na pequena aldeia de Vilar, da freguesia de S. Miguel do Mato, com o propósito de recolher, preservar e divulgar os usos e costumes da região onde se insere.

Com quase quatro décadas de vida, o Rancho Folclórico de Vilar de S. Miguel do Mato já percorreu quase todas as regiões do país, participando em Festivais, Romarias e outros eventos, divulgando a Cultura Popular de uma das regiões mais belas de Portugal, a Região de Lafões.

É sócio efetivo da Federação do Folclore Português desde 2012. Atualmente, é composto por cerca de 50 elementos, entre bailarinos, tocadores e vozes, com idades que variam entre os 12 e os 80 anos de idade. António José Ferreira de Carvalho

António José Carvalho nasceu em Caveirós de Baixo a 2 de dezembro de 1960. Filho de pais comerciantes, desde de cedo tomou contacto com o público.

Nos anos noventa inicia a sua atividade empresarial em Vouzela, abrindo o antiquário “Arcaz Velharias” e mais tarde a “Artitradição”. Em 2008, abre a “Casa Museu”, em Vouzela, juntando a paixão pelas antiguidades e hotelaria no mesmo espaço. Em 2016 decide ampliar o seu negócio, abrindo vários alojamentos locais numa vertente low-cost. Nos dias de hoje, inspirado pela nova ecopista da linha do Vale do Vouga, e a abrir brevemente, investe em mais um alojamento, desta vez direcionado para o ciclismo, o “BIKEINN”.

É atualmente o proprietário da “Casa das Ameias”, em Vouzela, uma das mais emblemáticas casas da região de Lafões e que esteve em ruínas mais de 40 anos. É considerado um imóvel de interesse municipal que em breve vai dar lugar a um alojamento turístico. Fernando Pereira Marques

Fernando Pereira Marques nasceu a 15 de março de 1961, em Igarei, na freguesia de Queirã. Apesar da sua limitação ao nível da visão, desde os 9 anos de idade, tal nunca foi impeditivo de concretizar os seus objetivos ou de o tolher no seu percurso de vida. É professor do 2º ciclo de História e Geografia de Portugal, lecciona, atualmente, na Escola Básica Grão Vasco, em Viseu.

Músico, foi cofundador e responsável pelo Grupo de Cavaquinhos e Cantares à Beira, de 1992 a 1998. Escritor de livros infantis, é responsável por um projeto de promoção de leitura junto de escolas e bibliotecas

Dinamizador da ACAPO (Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal) para a Região de Viseu, desde 1990; cofundador e presidente da ACAPO Delegação de Viseu, de 1997 a 2002; presidente da ACRI (Associação Cultural e Recreativa de Igarei, nos anos 90; presentemente vice-presidente e desde 2007, do Conselho Diretivo dos Baldios de Igarei; corresponsável pela Casa de Igarei, turismo rural – casa de campo, desde 2013, e com obras de ampliação, em fase de conclusão, que permitirão passar este empreendimento de 4 para 10 quartos. Maria do Carmo Bica (a título póstumo)

Natural de Paços de Vilharigues, no concelho de Vouzela, Maria do Carmo Bica fez o ensino básico e secundário em Vouzela e São Pedro do Sul. Seguiu para a Escola Superior Agrária de Coimbra, completando os estudos superiores com uma pós-graduação na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

Deu aulas a partir de 1986 e no início da década de 1990 começou a sua carreira como técnica superior no Ministério da Agricultura. Atualmente desenvolvia a sua atividade na Rede Rural Nacional, uma plataforma da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural para promover a participação e o trabalho conjunto entre os agentes de desenvolvimento rural em Portugal.

O percurso associativo de Carmo Bica levou-a a dirigir durante 18 anos a Associação de Desenvolvimento Rural de Lafões e a presidir à Cooperativa 3 Serras de Lafões, em Vouzela. Foi também dirigente da Confederação Nacional de Agricultura enquanto representante da Associação Regional de Agricultores de Viseu, a qual fundou e foi primeira presidente. Foi ainda dirigente da ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local. A par desta atividade associativa, Carmo Bica dirigia atualmente o jornal Gazeta da Beira, dedicado à região de Lafões.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

70 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Vouzela - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Vouzela

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.