Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Visita à obra da Unidade de Saúde de Sesimbra

O Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, foi assinalado pela Câmara Municipal de Sesimbra com uma visita à obra de construção da Unidade de Saúde de Sesimbra, que reuniu eleitos da autarquia, da Assembleia Municipal e da Junta de Freguesia de Santiago, técnicos municipais, e representantes da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Agrupamento de Centros de Saúde Arrábida, e Unidade de Saúde Familiar de Sesimbra.O objetivo foi dar a conhecer solução encontrada para este equipamento, que irá oferecer melhores condições para utentes e profissionais, fazer o ponto de situação dos trabalhos, e reforçar a parceria com as entidades de saúde locais e regionais, essencial para que o processo decorra com normalidade.Na ocasião, Francisco Jesus destacou a mais-valia do projeto ao nível de prestação de cuidados primários, o empenho da autarquia neste processo, e a colaboração com as entidades de saúde. «Esta visita serve para explicar a opção que tivemos no início deste mandato, partilhada com a ARSLVR, de podermos deslocalizar o equipamento para este local que, para além de garantir um edifício de muito maior dimensão do que a solução anterior, com valências repartidas por dois edifícios, vai também requalificar o Morro do Calvário».O autarca deu também nota dos contactos entre as duas entidades com vista à construção de uma nova unidade de saúde da Quinta do Conde. «Temos vindo a discutir este processo com a ARSLVT, porque o projeto existe e a candidatura está aprovada. Por isso, é preciso continuar a lutar para que ela seja concretizada», concluiu.Em representação da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Nuno Venade reforçou a importância da colaboração com a autarquia, que poderá também ser essencial para a construção da nova unidade de saúde da Quinta do Conde. «Estamos muito contentes pela concretização deste projeto, que resulta da parceria entre a Câmara Municipal e a ARSLVT e, nos próximos tempos, vamos concentrar-nos no processo de construção da nova unidade de saúde na Quinta do Conde».Por sua vez, Luís Pombo, do Agrupamento de Centros de Saúde da Arrábida, destacou a mais-valia do novo equipamento. «A expetativa é vermos esta obra concluída o mais depressa possível para podermos oferecer melhores condições para utentes e profissionais». Gisela Costa Neves, responsável pela Unidade de Saúde Familiar de Sesimbra, aguarda com expetativa o momento da mudança para as novas instalações. «A estrutura vai ser muito melhor, com gabinetes mais adequados e melhores condições que também são importantes para atrair mais profissionais».Nesta visita foram ainda apresentadas opções arquitetónicas por Marinho Pinto, arquiteto responsável pelo projeto. «Vai ser um edifício generoso em termos de área e de qualidade daquilo que tem para oferecer, seja do ponto de vista da construção, seja do próprio lugar que é um fator de mais-valia para todos».

O arquiteto abordou, pouco depois, numa sessão online, a opção do local, as caraterísticas do edifício, assim como o trabalho de requalificação do morro, que vai respeitar a história do local e o enquadramento com o Bairro dos Pescadores.Nesta sessão, o presidente da Câmara Municipal salientou que a construção deste equipamento é um anseio antigo da população e dos profissionais de saúde, e que em termos de acessibilidade, com o previsível reforço do transporte público no concelho, em 2022, prevê-se que venha a ser servido por carreiras regulares de autocarros.A Unidade de Saúde de Sesimbra representa um investimento superior a dois milhões de euros. Apesar de ser uma obra da Administração Central, tem uma participação muito relevante da Câmara Municipal, que cedeu o terreno, elaborou o projeto, está a acompanhar e fiscalizar a obra e disponibilizou cerca de um milhão de euros do orçamento municipal.

O equipamento terá perto de 1200 metros quadrados, e será composto por Unidade de Saúde, Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados, e Unidade de Cuidados na Comunidade e Unidade de Saúde Pública. Dará resposta a 11 400 utentes inscritos, bem como ao fluxo de potenciais utilizadores sazonais. A obra deverá ficar concluída no início do segundo semestre de 2022.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

99 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Sesimbra - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Sesimbra

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.