Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Presidente da C-mara Municipal entregou apoios a 70 empresas

O presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, acompanhado da vereadora do Desenvolvimento Económico, Carla Lousada, entregou ontem, dia 17 de março, 84 mil euros em apoios a fundo perdido a 70 empresas e/ou empresários em nome individual, com sede ou domicílio fiscal no concelho Cabeceirense, empresas essas que asseguram 124 postos de trabalho.Os apoios decorrem das candidaturas ao Programa #CabeceirasCuida (Medida de Apoio a Fundo Perdido - Eixo 1 – Apoio Extraordinário às Empresas), cujo processo está em curso, estando em atualmente em análise mais de 100 outras candidaturas. Na oportunidade, o presidente Francisco Alves elencou os vários apoios que a autarquia tem disponibilizado às empresas mas também às famílias em tempo de pandemia, realçando que a Câmara Municipal está ao lado dos Cabeceirenses neste momento difícil em termos sanitários e de saúde pública mas também em termos económicos. “Ao ajudarmos os Cabeceirenses sentimos que estamos a cumprir o nosso dever”, disse Francisco Alves. Trata-se de um apoio a fundo perdido que é concedido por uma única vez a uma sociedade comercial/empresário em nome individual, sendo o apoio calculado em função dos postos de trabalho: 1 posto de trabalho equivale a um apoio de 1.000 euros, até 5 postos de trabalho um apoio de 1.500 euros e mais de 5 postos de trabalho um apoio de 2.000 euros. Note-se que a atividade empresarial sofreu um decréscimo acentuado, o que originou dificuldades a diversos níveis, designadamente nos estabelecimentos de comércio e restauração. São, deste modo, fundamentais os apoios por parte da Câmara Municipal, designadamente com vista à manutenção dos negócios e do emprego, acautelando a ocorrência de repercussões negativas no mercado de trabalho. Este Programa Municipal Extraordinário de Apoio Económico e Social, previsto no Plano e Orçamento Municipal para o corrente ano, aprovado pela Câmara e Assembleia Municipal, surge no contexto da pandemia que o país atravessa, provocada pelo coronavírus COVID-19, em consequência dos efeitos financeiros muito negativos que a pandemia acarretou, pretendendo este programa minimizar as consequências da pandemia, acudindo a situações de emergência económica e empresarial.



ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

117 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Cabeceiras de Basto - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Cabeceiras de Basto

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.