Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Projeto Lusitanica em Canelas por um futuro mais sustentável e biodiverso

Desde 2016, ano da sua fundação, a Associação Bioliving tem desenvolvido ações de sensibilização ambiental e de restauro ecológico e de conservação de espécies e habitats com a comunidade local, no Município de Estarreja, em particular na freguesia de Canelas. Após quase 5 anos de trabalho, é inaugurado o projeto Lusitanica, com o objetivo de reforçar os esforços de conservação da biodiversidade. 

O projeto Lusitanica, que conta com o apoio e parceria do Município de Estarreja, tem como principal objetivo a conservação da biodiversidade e restauro de áreas de elevado valor ecológico, bem como a conservação do património cultural e histórico no concelho de Estarreja, através da criação de micro-reservas, refere a Associação Bioliving.

Esta associação realiza ações de voluntariado regulares nos terrenos de Canelas. E segundo descreve, um dos grandes momentos foi no verão de 2020, com a organização de um Campo de Trabalho Internacional cofinanciado pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude, reunindo 25 jovens de vários países europeus que dedicaram tempo das suas férias para contribuir para um mundo mais sustentável e biodiverso.

Uma das primeiras ações, a 26 de março de 2016, foi a celebração do Dia da Árvore com a primeira grande plantação nos terrenos Lusitanica, contando com o apoio de cerca de 30 voluntários que ainda hoje colaboram com este projeto. Neste dia, foi plantado um bosque misto junto a uma linha de água temporária, enriquecendo o terreno com 302 árvores e arbustos de 28 espécies nativas. Foi nessa altura, que a Bioliving começou a gerir o terreno da Fonte do Cabreiro com 0,5 hectares. Hoje, a área de intervenção do projeto tem um total de 1,8 hectares. 

Com o projeto Lusitanica, este grupo pretende continuar a envolver ativamente a comunidade na conservação da biodiversidade típica dos ecossistemas lusitânicos, de forma a construir paisagens e modelos de gestão agro-florestal mais sustentáveis.

O nome Lusitanica  A salamandra-lusitânica (Chioglossa lusitanica) é uma das espécies mais emblemáticas do projeto. Este icónico anfíbio protegido por leis comunitárias (Diretiva Habitats), apresenta o estatuto “Vulnerável” de extinção e requer esforços de conservação para preservar as populações existentes. A identificação desta espécie nos espaços do Lusitanica despertou, desde logo, o interesse da BioLiving para a preservação e restauro ecológico destas áreas. 

Siga a página do projeto www.facebook.com/Lusitanica para acompanhar o trabalho que tem vindo a desenvolver para uma gestão sustentável de áreas naturais.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

122 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Estarreja - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Estarreja

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.