Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

-Miminhos dos Reis- passam do artesanal para a producao industrial

Os alunos que no ano letivo de 2015/16 frequentavam o 3º ano da Escola Básica de Canados, receberam em Dia de Reis uma “prenda” inesperada, com a noticia de que a Europastry vai retomar o estudo de produção dos “Miminhos dos Reis”.

Desenvolvido no âmbito do Empreendedorismo Escolar, que começava a dar os primeiros passos em Alenquer, os “Miminhos dos Reis” são bolachas cobertas de pasta de açúcar, representando alguns dos símbolos pintados pelos Reiseiros em algumas aldeias do concelho de Alenquer na noite de Reis.

Impressionado pela qualidade do projeto, o vereador com a tutela do Empreendedorismo, Paulo Franco, contactou a Europastry – empresa multinacional na área da padaria e pastelaria ultracongelada, no sentido de apurar a viabilidade de produzir e comercializar os “Miminhos dos Reis”.

A administração da empresa com sede no Carregado, aceitou o desafio e deu início ao estudo de adaptação das bolachas de fabrico caseiro para a sua produção industrial.

No entanto, com o aumento do volume de encomendas, a empresa deixou de ter capacidade de dedicar uma linha de produção a este projeto que ficou em suspenso.

Com a quebra de produção na sequência da pandemia Covid-19, a Eurospastry decidiu retomar o estudo dos “Miminhos dos Reis”.

O anúncio formal foi revelado a 6 de janeiro na EBI de Abrigada, por Luís Costa, diretor geral da Europastry em Portugal, na presença de Luís Martins diretor do Agrupamento de Escolas de Abrigada, do vereador Paulo Franco, do vereador da Educação Rui Costa, da professora na EB de Canados, Carla Mourão, dos alunos responsáveis pelo projeto e de Sandra Honrado, que produziu a versão artesanal dos “Miminhos dos Reis”.

O diretor da Europastry manifestou a sua satisfação pelo retomar deste projeto, honrando o compromisso assumido pela empresa perante todos os envolvidos.

“A decisão de suspender a produção das bolachas não foi tomada de ânimo leve, mas foi antes uma decisão imposta pelo volume de encomendas que ocupou todas as nossas linhas de produção e que levaram mesmo à expansão das nossas unidades em Portugal”, explicou.

A Europastry vai agora retomar o estudo de produção, que inclui o formato das bolachas, a sua cobertura e desenhos e a embalagem, assegurando que todo o processo será feito em articulação com os alunos.

Este é o segundo projeto desenvolvido pela Europastry, depois da produção do “Pão Alão”, desenvolvido por alunos da EB de Santana da Carnota.

O vereador Paulo Franco explicou que este é o 6º projeto desenvolvido no âmbito do programa de Empreendedorismo Escolar que passou do papel para o mercado.

“Mais do que o intuito comercial, é importante que os alunos tenham a perceção de que as suas ideias concebidas em ambiente escolar podem ser concretizadas e transferidas para um ambiente empresarial”, disse.

O vereador explicou que o Empreendedorismo Escolar foi introduzido a título experimental no ano letivo de 2014/2015 com três turmas piloto do Agrupamento de Escolas Damião de Goes.

Atualmente é desenvolvido em todos os quatro Agrupamentos Escolares do concelho e em todos os níveis de ensino, sendo que nos Agrupamentos de Abrigada e Carregado é já uma disciplina de oferta complementar de carácter obrigatório.

No ano letivo de 2019/2020 o Empreendedorismo Escolar envolveu 91 turmas do concelho, num universo de mais de 1700 alunos.

Paulo Franco explica ainda que não é objetivo deste programa formar empresários, mas antes “dar oportunidade aos alunos de adquirir competências ao nível do pensamento crítico e resolução de problemas, da criatividade, da comunicação, da liderança, do trabalho em equipa, da autonomia, entre outras”, exemplificou.

O autarca destaca ainda o papel de todos os envolvidos neste programa, das Escolas, aos professores, alunos e encarregados de Educação, e também da empresa Betweien – Inovação na Educação.

“O Empreendedorismo Escolar foi criado por iniciativa municipal, mas o seu sucesso deve-se a todos os que se empenharam na implementação deste projeto, e que levaram a que o concelho seja apresentado como exemplar a nível nacional”, concluiu.

Parcerias com o sector empresarial:

Jogo de tabuleiro “Além Vou” – Parceria com o Intermarché do Carregado e a Science4you

“Pão Alão” – Parceria com a empresa multinacional Europastry

Jogo de tabuleiro “À Descoberta de Portugal Continental” – Parceria com a SCM da Aldeia Galega da Merceana e com a empresa “Ideias com História”

Publicação do livro “Carregado…carregadinho de histórias” – Parceria com a Associação Cultural Alenculta

Publicação do livro “Máquina do Tempo – Uma Viagem Empreendedora”




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

155 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Alenquer - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Alenquer

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.