Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

ESTRELAS DO CINEMA NACIONAL ESTIVERAM EM LOULÉ PARA A 1ª EDIÇÃO DOS PRÉMIOS CINETENDINHA

10 de dezembro 2020

O Auditório do Solar da Música Nova, em Loulé, recebeu no passado sábado a 1ª edição dos Prémios Cinetendinha, iniciativa promovida por Rui Pedo Tendinha, com o objetivo de distinguir os melhores do setor durante o ano de 2020, tanto em termos nacionais como internacionais, mas sobretudo homenagear os profissionais da sétima arte que também estão a ser afetados pela crise.

Foi uma tarde marcada pela presença de nomes importantes do cinema português como o de Vítor Norte ou de Ana Rocha de Sousa, realizadora de “Listen”.

O Município de Loulé, através do Loulé Film Office, juntou-se ao jornalista e crítico de cinema Rui Tendinha na estreia desta iniciativa que, este ano, devido à Covid-19, não esteve aberta ao público.

A escolha de Loulé para acolher o evento não aconteceu por acaso: “Estão a acontecer aqui muitas coisas ligadas ao cinema. Loulé é uma das capitais do cinema e cada vez vai ser mais”, sublinhou o mentor dos Prémios Cinetendinha.

Como disse o autarca Vítor Aleixo, presente durante a atribuição dos prémios, “queremos atrair as coisas positivas e boas que existem neste mundo para o nosso concelho e o cinema é uma delas”. O responsável da Câmara Municipal de Loulé falou da atenção que o Município tem dado ao setor, por exemplo com a realização de iniciativas como a MONSTRARE, que vai já na 7ª edição, “um certame de cinema social de curtas, algo que faz muita falta num mundo cada vez mais cheio de penumbras, até porque o cinema tem um papel importantíssimo a desempenhar para despertar consciências e acordar as pessoas”. Mas também “a cereja no topo do bolo”, o investimento britânico para um espaço audiovisual às portas da cidade de Loulé.

Quanto a estes galardões, Rui Tendinha falou do simbolismo dos mesmos no contexto atual. “Isto não é um capricho, é quase simbólico, é apoiar quem está em dificuldades, que são todos os artistas, sobretudo os de cinema.” frisou o autor do Cinetendinha, o shot de cinema que todas as semanas fala da sétima arte, de festivais e divulga entrevistas em exclusivo.

Filmes europeus, americanos e portugueses foram avaliados por um júri composto por críticos e jornalistas correspondentes de diferentes meios como Diário de Notícias, Expresso, Jornal de Notícias, SAPO Mag, C7nema, Cinema 7ª Arte, para além das atrizes Victoria Guerra e Mia Tomé, contando ainda com os contributos do programador Manuel Dias, dos produtores António Costa Valente e Joana Domingues da Caracol Studios, do encenador João Lourenço, da realizadora Rita Nunes e do coordenador do Loulé Film Office, Manuel Baptista.

Pelo palco do Solar da Música Nova passaram nomes como a atriz louletana Victoria Guerra, para entregar o Prémio de Melhor Ator Internacional a William Dafoe, em “O Farol”. Maria Leite, outra atriz nascida em Loulé, teve a incumbência de atribuir o Prémio de Melhor Atriz Internacional a Saiorse Ronan, em “Mulherzinhas”. Outro algarvio, Ruben Garcia, um dos atores de “Listen”, entregou o Prémio de Melhor Filme Internacional a “Tenet”, de Christopher Nolan.

O diretor do Hotel Tivoli Marina, Hugo Gonçalves, juntou-se a esta “anti-gala” para a entrega do Prémio de Melhor Atriz Nacional a Lúcia Moniz, pela sua prestação em “Listen”. Ricardo Pereira, em “Golpe de Sol”, foi distinguido com o Prémio de Melhor Ator Nacional, que recebeu das mãos do também ator e realizador luso-francês Ruben Alves. Finalmente, mais um reconhecimento de “Listen”, de Ana Rocha de Sousa, com o ator e apresentador Fernando Alvim a atribuir à realizadora portuguesa o Prémio de Melhor Filme Nacional.

O presidente Vítor Aleixo entregou o prémio de Carreira - Prémio Cinetendinha Tributo 2020 a Vítor Norte, o ator multifacetado, referência no mundo do cinema, do teatro e da televisão.

Durante a sessão foram ainda apresentadas imagens de filmes portugueses que têm estreia marcada para 2021.

Manuel Baptista, coordenador do Loulé Film Office, esteve ao lado de Rui Tendinha para falar da rodagem no concelho de Loulé da produção britânica “There is always hope”, de Tim Lewiston.

O cantor britânico radicado há largos anos em Loulé, Daniel Kemish, foi o protagonista de um momento musical ao interpretar “Perfect Day”, tema de Lou Reed imortalizado no grande ecrã no filme “Trainspotting”.

A primeira edição dos Prémios Cinetendinha, que teve como palco o Auditório Solar da Música Nova, em Loulé, teve transmissão em direto no SAPO Mag, no portal do SAPO e no site Cinetendinha, estando ainda agendada uma versão compacta na SIC Radical para o próximo fim de semana.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

57 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Loulé - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Loulé

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.