Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Espetáculo com a participação da Comunidade Local no CAO: MADALENA

12 de novembro 2020

O Centro de Arte de Ovar apresenta, esta sexta-feira, dia 13, às 21 horas, em coprodução, “Madalena”, de Sara de Castro, um espetáculo que parte da figura de Maria Madalena e que conta com a participação de um grupo de intérpretes da comunidade local.

Pouco depois da estreia de “Madalena”, em fevereiro de 2020, Portugal esteve confinado durante um mês e meio. “Madalena” era um espetáculo sobre a complexa figura simbólica de Maria Madalena, a cuidadora. É ela quem prepara o corpo de cristo para as cerimónias fúnebres e também é a ela que é dado a conhecer o milagre da transcendência da carne. Nesse espetáculo, as atrizes atravessavam uma longa noite de luto – um processo que passa pela negação, raiva, negociação, tristeza e aceitação – para resgatar o direito ao contacto com o corpo morto numa sociedade em que a morte foi higienizada, desmaterializada, tornada abjeta. Conta com a participação de um coro de voz falada formado por membros da comunidade.

“Madalena” é, hoje, um outro espetáculo. Não sabemos bem o que é. Hoje não só estamos impedidos do contacto com o corpo morto, mas também o contacto com os vivos está condicionado. As suas inquietações agigantam-se depois de convivermos com um vírus que nos isolou fisicamente, que nos fez temer o outro, que fez com que funerais fossem proibidos, que deixou tantos morrerem sós. MADALENA continua a lembrar-nos que sem contacto, somos menos humanos.

“Hoje em dia cada espetáculo que fazemos é uma vitória. Fazer o Madalena em Ovar é especial porque sabemos que Ovar foi particularmente fustigado com a situação atual. Portanto, é quase como se fosse a nossa dádiva, a possível… e estamos muito entusiasmados porque estamos a trabalhar com pessoas da cidade” refere a encenadora Sara Castro Sara de Castro que está, desde domingo, a trabalhar em Ovar nesta coprodução que conta com um coro de voz falada, constituído por elementos da comunidade local, que tem desenvolvido um intenso e rigoroso trabalho de voz. Madalena, que parte da figura de Maria Madalena e das construções culturais associadas, procura mergulhar no universo feminino num discurso cénico que contará com a cocriação das intérpretes e de todos envolvidos, no âmbito de um processo participativo.

Clara Oliveira, uma das intérpretes locais, considera “sempre enriquecedor” poder participar em projetos desta natureza. “No grupo que se juntou há cumplicidade e é tudo aprendizagem. Gostei muito da conversa de domingo, de entender como é que surgiu a ideia, qual era a inquietação e como este ato artístico é uma resposta. Achei isso muito bonito.” Também Ana Maria Fonseca, outra participante, diz que encontrou ”uma experiência muito cativante. O grupo é excelente. Só passaram quatro dias e já me sinto uma artista.”

Em “Madalena” há uma massa coral das muitas vozes que habitam a história, que povoam a cena e criam um espaço sonoro, revelando-se todas elas uma miríade de Madalenas. Uma voz conjunta composta por várias vozes com registos diferentes, exacerbando a liberdade vocal e expressiva de cada um, explorando os limites da convivência coletiva, acreditando que um conjunto é formado por indivíduos específicos e que esse conjunto é tanto mais singular quanto mais diverso for o grupo de indivíduos.

MADALENA sobe ao palco do Centro de Arte de Ovar sexta-feira, e é uma coprodução do Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Viriato e Centro de Arte de Ovar, com direção artística de Sara de Castro. Em palco estarão um elenco constituído por cinco mulheres - Sara de Castro, Carla Galvão, Crista Alfaiate, Madalena Almeida, Paula Só - e um coro composto por elementos da comunidade: Clara Alves de Oliveira, Cláudia Isabel Fonseca Dias, Inês Rodrigues Guimarães, Maria Manuela Dias Marques, Ana Miguel Costa, Ana Maria Silva Fonseca, Margarida Bandeira, Beatriz dos Santos Tavares da Silva, Isabel Maria Rodrigues Fonseca, Beatriz Sousa Sá Dias.

O Centro de Arte de Ovar é um dos equipamentos municipais que ostenta o selo Clean & Safe, garantindo ao público todas as condições de higiene e segurança.

Os bilhetes para este espetáculo podem ser adquiridos no Centro de Arte de Ovar ou em https://caovar.bol.pt/.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

55 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Ovar - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Ovar

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.