Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Infraestruturas de Portugal intransigente no projeto do troco urbano da Mercena

A empresa Infraestruturas de Portugal mantém-se intransigente quanto aos pedidos do município de Alenquer para serem efetuadas alterações ao projeto de requalificação da EN9 no troço urbano da Merceana, após uma reunião a 5 de novembro entre as duas entidades nos Paços do Concelho.

Desde que teve conhecimento do projeto que o município iniciou uma série de contatos com a IP, manifestando a sua discordância quanto ao estreitamento da faixa de rodagem no troço urbano da Merceana, e alertando para necessidade de rebaixamento dos passeios e colocação de pavimento táctil para invisuais nas passadeiras, como previsto na Lei das Acessibilidades.

Numa primeira fase a IP acedeu a rebaixar os passeios e a alargar a faixa de rodagem, mas as alterações efetuadas revelaram-se insuficientes, persistindo o problema de cruzamento de veículos pesados naquela artéria, como os técnicos do município puderam constatar após visita ao local.

Seguiu-se nova troca de correspondência, que culminou numa reunião onde estiveram presentes o presidente e vice-presidente do município, Pedro Folgado e Rui Costa, respetivamente, e representantes da administração e corpo técnico das Infraestruturas de Portugal.

Os responsáveis da IP voltaram a reiterar o que já haviam afirmado por escrito, justificando as decisões tomadas com os pareceres técnicos realizados.

“O projeto realizado cumpre com todas os normativos legais e com todas as orientações técnicas pelo que, independentemente de haver um estreitamento da faixa de rodagem para redução da velocidade no troço urbano e construção da faixa lateral de estacionamento (que sempre existiu ainda que na própria faixa de rodagem), todos os pressupostos e princípios legais estão a ser cumpridos e o projeto irá manter-se como está atualmente. Foram feitas algumas correções aos limites da faixa de rodagem alargando a mesma onde era possível, mantendo igualmente os passeios dentro dos limites legais de largura para se privilegiar a segurança dos peões”, afirmaram.

“Tecnicamente está tudo perfeito e depois de concluída a intervenção, com a subida do pavimento, vai funcionar tudo bem. Temos experiência de que esta solução, que já existe em muitos outros locais e obras das Infraestruturas de Portugal, depois de terminada, vai funcionar e permitir uma condição de circulação normal”, concluíram.

O município apresentou a sua discordância com os pareceres e respostas obtidos, na senda do que já havia manifestado por escrito e lamentou não ter havido em tempo útil a possibilidade de se analisar no local e com os locais, pormenores da intervenção, eliminando-se os erros cometidos e que certamente irão trazer problemas no futuro no cruzamento de veículos pesados.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

77 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Alenquer - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Alenquer

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.