Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Cemitérios abertos no fim de semana dos Santos com regras apertadas

Ouvida a Autoridade de Saúde Local e restantes membros da Comissão Municipal de Proteção Civil, o presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, decidiu manter o cemitério municipal aberto no fim de semana de 30 de outubro e 1 de novembro. Esta decisão foi também adotada por todos os presidentes de junta do concelho que optaram igualmente por manter os seus cemitérios acessíveis aos cidadãos.

Esta decisão traz regras apertadas face à evolução da Pandemia por Covid – 19. Um conjunto de medidas preventivas e mitigadoras da propagação do vírus definem o condicionamento de acesso e permanência nos cemitérios do concelho.

É de cumprimento obrigatório o uso de máscara de proteção no acesso e no interior do cemitério; a higienização das mãos na entrada e saída no cemitério; o cumprimento dos circuitos de entrada, circulação e saída (caso se encontrem definidos); o respeito pela capacidade máxima simultânea de visitantes definido de acordo com o tamanho dos cemitérios (ver informação infra); a permanência limitada a 2 pessoas, em simultâneo, por sepultura, garantindo o distanciamento mínimo de 2 metros (exceto se se tratar de pessoas da mesma família e coabitantes); a permanência no interior do cemitério apenas durante o tempo mínimo indispensável, não podendo, em nenhuma circunstância, exceder a duração máxima de 30 minutos por pessoa; o uso de utensílios de limpeza próprios, nomeadamente vassouras e baldes, não sendo permitida a sua partilha e o cumprimento das regras de distanciamento social obrigatório (2 metros), nos acessos e circulação no interior do cemitério;

Recomenda-se antecipar, sempre que possível, a visita ao cemitério por forma a evitar os dias de maior afluxo (31 de Outubro de 1 de Novembro); realizar antecipadamente a ornamentação e limpeza de campas e jazigos, prevenindo ajuntamentos; uso de luvas de proteção na utilização das torneiras e recipientes para deposição de resíduos (que não substitui a adequada higienização prévia das mãos no acesso aos cemitérios).

É desaconselhada a permanência de pessoas com patologias crónicas (doentes cardíacos, diabéticos, oncológicos, portadores de doença pulmonar crónica e insuficiência renal), com toma regular de medicação imunossupressora. As pessoas que apresentem sintomatologia que possa ser associada à COVID-19 (tosse, febre e dificuldade respiratória, etc) não deverão deslocar-se ao cemitério; não realizar qualquer tipo de situações que impliquem e possam causar ajuntamentos de pessoas nas imediações dos cemitérios.

Mais se informa que as instalações sanitárias estarão encerradas durante os dias 31 de Outubro, 01 e 02 de Novembro; é possível a venda ambulante de flores, ceras e produtos similares, nos espaços exteriores ao cemitério desde que as bancas e locais de venda estejam distanciadas, pelo menos, 5 metros umas das outras; se verifique o uso de máscara pelos vendedores e clientes, podendo ser complementado com o uso de viseira; seja disponibilizado aos clientes solução antisséptica de base alcoólica para higienização das mãos e o atendimento seja efetuado de forma organizada, limitado a um consumidor de cada vez e respeite as regras de higiene e segurança.

O incumprimento destas regras ou o agravamento da situação epidemiológica do Concelho poderão, a todo o momento, determinar o encerramento dos cemitérios por decisão da Autoridade Municipal de Proteção Civil, Autoridade de Saúde de Baião e/ou demais Autoridades competentes.

Recorde-se que esse fim de semana antecede o Dia dos Fiéis Defuntos, altura em que milhares de portugueses vão aos cemitérios para homenagearem os familiares que já morreram. Com o agudizar da situação epidemiológica um pouco por todo o país e com a recente proibição de deslocação entre concelhos que vigorará, especificamente no fim de semana em questão, precisamente para evitar aglomerados, o presidente da Câmara Municipal de Baião e, por inerência, chefe máximo da Proteção Civil concelhia, Paulo Pereira, pede aos cidadãos que optem, preferencialmente, “ por não se deslocarem aos cemitérios nessa altura e, ao escolher fazê-lo, que cumpram as regras que já todos conhecem a fim de podermos ajudar as autoridades de saúde locais que estão a fazer um grande  esforço para controlar a situação no concelho, assim como para nos protegermos e protegermos os nossos e a nossa comunidade”, diz.

A 23 de outubro, sexta feira, Baião regista 43 casos ativos de contágio por Covid-19, “uma média, felizmente, muito abaixo do panorama nacional, mas que pode mudar de um momento para o outro. Ninguém pode facilitar”, da nota o edil baionense.

LOTAÇÃO MÁXIMA SIMULTÂNEA DOS CEMITÉRIOS (NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO EM VIGOR)

Campelo (Cemitério Municipal) – 120 pessoas

Ancede – 120 pessoas

Ribadouro – 30 pessoas

Frende – 50 pessoas

Ovil – 60 pessoas

Gestaçô – 80 pessoas

Anquião (Gestaçô) – 15 pessoas

Gôve -100 pessoas

Grilo – 50 pessoas

Santa Leocádia – 70 pessoas

Mesquinhata – 25 pessoas

Santa Cruz do Douro – 80 pessoas

S. Tomé de Covelas – 25 pessoas

Santa Marinha do Zêzere – 120 pessoas

Loivos da Ribeira – 30 pessoas

Tresouras – 35 pessoas

Loivos do Monte – 40 pessoas

Teixeira – 50 pessoas

Teixeiró – 20 pessoas

Valadares – 45 pessoas

Viariz – 30 pessoas

Consulte o documento oficial com as regras em detalhe aqui:

https://bit.ly/3koSdcV~

 




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

51 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Baião - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Baião

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.