Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Covid-19 Riscos de contágio relacionados com a atividade da Caça

A Subcomissão Municipal de Proteção Civil de Castro Marim para a pandemia covid-19, na sua constituição definida em reunião da Comissão do passado dia 25 de Setembro de 2020, designadamente o Delegado de Saúde do concelho (que preside), o presidente da Câmara Municipal e o seu executivo, a Coordenadora da Proteção Civil Municipal, a GNR, a Polícia Marítima, os Bombeiros, a Segurança Social, o Serviço de Fronteiras e a Cruz Vermelha Portuguesa, analisou a situação referente aos riscos de contágio relacionados com a atividade da Caça, e após troca de impressões com o representante da Federação de Caçadores do Algarve, emitiu a seguinte deliberação:

1. Fiscalizar pelas entidades municipais competentes os ajuntamentos dos caçadores nos momentos de concentração, quer no início quer no término das caçadas;

2. Sensibilizar os caçadores por contato direto e através das suas coletividades, para a adoção dos seguintes comportamentos: Todos os caçadores devem levar consigo uma máscara cirúrgica, um frasco com gel alcoólico e um par de luvas. A máscara deve ser colocada sempre que estiverem em reunião com outros caçadores, mesmo que seja realizada ao ar-livre, bem como durante distribuição ou desmancha das peças de caça. Desinfetar as mãos com o gel alcoólico sempre que seja necessário manusear algum documento, utensílio, interruptor, maçaneta da porta, etc. As luvas a utilizar podem ser as luvas pessoais. Calçar e descalçar as luvas pelos canos das luvas e nunca pelos seus dedos, desinfetando com gel alcoólico a mão nua que entre em contacto com a luva. Em caso de ser portador do vírus ainda sem sintomas, as mãos nuas poderão infetar a superfície exterior da luvas e constituir um foco de infeção no contacto com o pelo ou penas das peças de caça. As luvas descartáveis de vinilo (cirúrgicas) devem ser utilizadas durante a desmancha das peças de caça. Não partilhar transporte, salvo se forem do mesmo agregado familiar; Não utilizar os recintos fechados das instalações da coletividade para reunir. Todos os assuntos devem ser tratados ao ar livre e com a máscara colocada. Para a utilização das instalações sanitárias do edifício devem ser tidas em conta as devidas ações de desinfeção dos sanitários. Todos os utilizadores devem usar a máscara e o gel alcoólico para desinfetar as mãos à entrada e à saída do edifício; Definir os grupos de caça e os locais da caçada, mantendo uma distância de segurança entre todos, em recinto ao ar livre e colocando as máscaras. Não trocar documentos ou utensílios salvo se utilizarem luvas ou desinfetarem as mãos com gel alcoólico antes e depois do contacto; Não organizar ou permitir a realização de pequenos-almoços, almoços ou outro tipo de refeição entre todos os participantes ou grupos alargados. Todas as refeições devem ser tomadas ao ar livre, de forma individual ou no máximo, entre os do mesmo grupo de caça, desde que se mantenha o distanciamento entre todos e sem partilha de alimentos, bebidas ou utensílios;   Durante a caçada será obrigatório o uso de luvas pessoais. Não manusear as peças com as mãos nuas. A partilha das peças de caça deve ser feita mantendo as distâncias de segurança, com uso de máscara e sem qualquer contacto. A equipa responsável pela divisão das peças deve usar luvas descartáveis previamente desinfetadas com gel alcoólico. Cada caçador deve recolher as suas peças utilizando os seus próprios sacos e com as suas luvas calçadas. A desmancha das peças de caça deve ser feita com luvas descartáveis. O potencial de transmissão de vírus desaparecerá ao fim de algumas horas, ou por ação do frio das arcas frigoríficas.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

36 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Castro Marim - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Castro Marim

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.