Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Miguel Alves apela à responsabilidade nesta época balnear que regista nos primeiros 20 dias um balanço positivo

Apesar de todas as dificuldades inerentes ao período que vivemos, o balanço do verão e da retoma da economia no concelho é, até agora, genericamente positivo, considerou ontem o presidente da Câmara: Miguel Alves, falando na reunião do Executivo, destacou a importância da responsabilidade coletiva e individual e reiterou que o contacto regular com as autoridades é para manter, assim como as ações de fiscalização que estão a ser desenvolvidas pelo próprio Município, nomeadamente junto das esplanadas.

Passados 20 dias sobre o início da época balnear, e tendo em conta que o concelho possui duas das maiores praias da Região Norte – Moledo e Vila Praia de Âncora, o presidente da Câmara faz uma análise favorável deste período. Salientou a reação positiva por parte da economia do concelho. “Há muita gente no concelho, distribuída por casas particulares e hotelaria”, referiu o presidente, sustentando que há mesmo situações de unidades praticamente lotadas aos fins de semana e registo de uma boa procura nos estabelecimentos de restauração.

Por outro lado, a análise dos comportamentos, em termos gerais, tem sido positiva, segundo afirmou, e terá de ser mantida e até melhorada. Miguel Alves foi perentório em relação ao rigor e à importância das regras serem cumpridas. Recordou que existe, entre a autarquia e a GNR, um diálogo regular. Revelou também que as autoridades levantaram 18 autos de notícia no concelho neste período, punindo ajuntamentos e consumo de álcool no espaço público. No distrito registaram-se 63 autos.     

Quanto à ação do Município, as ações de fiscalização junto das esplanadas são para continuar e já foram realizadas quase duas dezenas. Todas as esplanadas que não estiverem licenciadas ou que não correspondam ao licenciado serão autuadas. Recorde-se que o licenciamento é gratuito, mas é obrigatório.

O presidente da Câmara chamou a atenção para a questão das competências e deveres de cada um, defendendo que devem ser exercidos, incluindo os donos dos estabelecimentos, que não deverão permitir ajuntamentos nem comportamentos desconformes com a lei e com os cuidados que a pandemia impõe, sob pena dos próprios estabelecimentos serem sancionados pelas autoridades.

 Miguel Alves apela, pois, à responsabilidade dos agentes económicos e de cada cidadão em particular, por forma aque o verão possa decorrer sem sobressaltos, numa altura em que foram retomadas também as atividades culturais e de lazer, com múltiplas iniciativas, todas em cumprimentos das regras impostas pela Direção Geral de Saúde no âmbito da pandemia Covid 19.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

33 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Caminha - VER TODAS

Câmara apoia E-Artbeerfest

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Caminha

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.