Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Lar residencial e centro de atividades ocupacionais da Casa do Gaiato de portas abertas

 

Tanto o lar residencial como o CAO haviam sido inaugurados no final do ano passado. Contudo, devido à pandemia causada pela COVID 19, só agora, mais precisamente no dia 1 de junho, abriram portas.

 

Para assinalar este marco na história da Casa do Gaiato, Bernardino Soares, bem como o vereador com o pelouro da Coesão Social, Gonçalo Caroço, e o presidente da União de Freguesias de Santo Antão e São Julião do Tojal, João Florindo, foram convidados a visitar as instalações.

 

O lar residencial, com capacidade para 23 jovens adultos (10 mulheres e 13 homens) com deficiência cognitiva, e o CAO para 30 pessoas, já estão em pela atividade.

 

De acordo com Maria Teresa Antunes, diretora-geral e presidente da direção da Casa do Gaiato, o lar tem neste momento 13 residentes “e uma lista de espera que já começa a tomar algumas proporções”.

 

Relativamente ao CAO, que pode ser usufruído tanto pelos residentes como por utentes fora do lar, a aposta é, sobretudo, “em atividades socialmente úteis”, aquelas que, segundo Maria Teresa Antunes, “poderão um dia materializar-se nalguma oportunidade de integração, quem sabe até laboral”.

 

Jardinagem, agricultura e até pecuária são algumas das atividades a desenvolver: “Temos um centro hípico onde, além de hipoterapia, os jovens vão ter a oportunidade de aprender tudo o que está relacionado com o maneio dos cavalos, que é uma atividade bem remunerada  e que pode ser muito adequada para quem revelar ter jeito para estes animais”, explicou a diretora-geral.

 

Ali, ainda podemos encontrar um ateliê de carpintaria para restauros e até uma estufa, locais onde os jovens poderão pôr mãos à obra “e sentirem que são um contributo”.

 

Entre as novidades está também uma piscina semi-olímpica totalmente reabilitada. “Esta piscina tinha uma grande profundidade e era extremamente perigosa, uma vez que estava bastante degradada”, referiu Maria Teresa Antunes. “Agora, temos aqui um espaço extraordinário para os nossos utentes”.

 

A visita acabou no ginásio, espaço de grandes dimensões, preparado para servir também a comunidade local que, em breve, poderá vir a usufruir de serviços terapêuticos a baixo custo.

 

De referir que a Câmara Municipal de Loures comparticipou a obra do CAO em mais de 40 mil euros, prestando também apoio técnico ao longo dos anos.

 

 




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

46 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Loures - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Loures

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.