Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Samouco homenageia médica Fernanda Gomes no Dia da Mulher

O presidente da câmara municipal, Fernando Pinto, agradeceu “a honra do convite para estar presente nesta sessão solene comemorativa do Dia Internacional da Mulher”. “Voltamos a reunir-nos nesta sala para comemorar o dia 8 de março, dia consagrado desde 1975 para homenagear todas as mulheres que desde sempre lutaram por uma vida melhor, melhores condições de trabalho, mais direitos, mais reconhecimento e dignidade e, sobretudo, maior igualdade”, disse Fernando Pinto, considerando que “o trabalho desenvolvido neste âmbito ainda está longe de estar finalizado”.

Para o autarca, “apesar do caráter festivo e comercial que a data vai assumindo é necessário não esquecer as suas raízes trabalhistas no movimento socialista e os motivos justos e sérios que estão na génese deste dia” e que o contexto do Dia Internacional da Mulher deve ser explicado às gerações mais novas. Fernando Pinto enfatizou que “não podemos perder o foco, porque muito caminho ainda há por percorrer nesta matéria”, que “é um assunto transversal e universal, diz respeito a todas e todos” e que “as conquistas alcançadas continuam a não ser suficientes e estão longe de ser universais”. “Estender estas conquistas a todo o mundo não só é da mais elementar justiça, melhorando as condições das próprias mulheres, como é condição para o progresso e desenvolvimento de todos”, acrescentou.

O presidente da câmara destacou que “é de toda a pertinência e oportunidade que se inclua nas diversas agendas políticas medidas que promovam a igualdade de género, não só no que respeita ao igual acesso à educação e ao trabalho, à igualdade de remuneração por trabalho de igual valor, igualdade nos processos de tomada de decisão, mas que permitam também a conquista da dignidade, integridade, liberdade e sobretudo o fim da violência baseada no género e da violência doméstica”.

Fernando Pinto defendeu “medidas políticas assertivas e educação” para “mudar mentalidades e criar uma sociedade mais justa, onde o valor de cada ser humano seja naturalmente reconhecido, sem necessidade de imposição de quotas” e, na sua perspetiva, “a igualdade não se atinge pela anulação da diferença (…) mas sim através do reconhecimento e respeito por essas diferenças”. “Todas e todos, nas nossas casas, em família, em contexto social e profissional, em todas as nossas ações diárias somos responsáveis e devemos contribuir para atingir estas metas e sobretudo para conquistarmos em definitivo o respeito e autodeterminação de cada indivíduo, seja homem ou mulher”, referiu o edil.

O autarca encerrou a sua intervenção com uma saudação às mulheres do Samouco e do concelho e à homenageada nesta sessão solene.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

28 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Alcochete - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Alcochete

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.