Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

20 dezembro “A Morada” comemora os 40 anos da Amadora

No próximo dia 20 de dezembro, pelas 18h00, o Cineteatro D. João V acolhe o espetáculo do Teatro dos Aloés, "A Morada", que homenageia os 40 anos da cidade da Amadora.

Entrada gratuita, sujeita a marcação junto da companhia (916 648 204 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. document.getElementById(cloakcf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42).innerHTML = ; var prefix = ma + il + to; var path = hr + ef + =; var addycf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42 = teatrodosaloes + @; addycf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42 = addycf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42 + sapo + . + pt; var addy_textcf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42 = teatrodosaloes + @ + sapo + . + pt;document.getElementById(cloakcf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42).innerHTML += +addy_textcf8716d7156435730c34c36eb4c7aa42+; )

Sinopse |«A Morada é o resultado de um trabalho de pesquisa do Teatro dos Aloés sobre a cidade da Amadora, é a nossa homenagem à cidade que nos fascina e que nos acolhe há já 18 anos. É o nosso presente de aniversário pelos seus 40 anos.Vista do Céu, a partir de uma estação espacial, a seiscentos e noventa e três quilómetros de altitude, a Amadora é um mapa feito de pontinhos de luz. Uma teia de linhas e artérias, fios de estradas que brilham como veias elétricas a pulsar debaixo de uma pele escura. Este é o seu rosto. O seu retrato. A ideia original era traçar um mapa. Para além do território. Um mapa do corpo. Cartografar as histórias das coisas vivas que faziam mover os pontinhos de luz.O ponto de partida era este. Descobrir esta morada. Nós, como exploradores que partem para uma expedição remota e se afundam num planeta com outras leis. Porque quando se faz um mapa de um corpo, ou de um rosto, das histórias que ele guarda e as regras da cartografia perdem-se das leis da física: misturam-se traços com fronteiras, confundem-se estradas com linhas de expressão, declives com cicatrizes. Há linhas curvas impossíveis de descrever em superfícies planas, e camadas que não se veem a olho nu. Topografias de memórias, espaços vazios, e lugares que existem sem geografia. Há territórios imaginados, e ideias sem território. Este era o ponto de partida. Desenhar o mapa possível. Habitar a morada. Torná-la nossa também.»

Texto: Teatro dos Aloés Ficha Artística e Técnica |texto original: Ana Lázaro | encenação: Elsa Valentim | interpretação: Carolina Campanela, Jorge Silva, José Peixoto e Raquel Oliveira | estagiários act – escola de atores: André Vazão, Inês Mata, Inês Meira, Pedro Pimenta Nunes | espaço cénico e imagem: João Rodrigues | figurinos: Maria Luiz | músico: Francisco Nogueira | luz – conceção e operação: Paulo Gomes | produção executiva: Vanessa Pereira | produção: Teatro dos Aloés 2019 

Cineteatro D. João VLargo da Igreja, 5B/C/D – DamaiaÁguas Livres (2720-295) AmadoraTelefone: 214 975 187GPS: N38.746029º, W9.218823º

Acessibilidades:Auditório: 8 lugares p/ espetadores com mobilidade reduzida e 8 lugares p/ acompanhantes;Elevador p/ acesso ao Foyer e WCs; WCs (Feminino e Masculino) adaptados p/ espetadores com mobilidade reduzida.

Transportes, Táxis e Parque Público de Estacionamento:- Comboio da CP: Estação da Damaia - Linha de Sintra - Lisboa (500 mts);- Carris: n.º 711 (Alto Damaia - Terreiro do Paço) | n.º 764 (Damaia de Cima - Cidade Universitária);- Lisboa Transportes: n.º 108 (Reboleira-Caxias) | n.º 109 (Reboleira - Damaia de Cima) | n.º 144 (Belém - Cacém) | n.º 162 (Algés - Falagueira) | n.º 185 (Amadora - Lisboa) | n.º 186 (Amadora - Falagueira);- Táxis (Praça de táxis a 500 mts.);- Parque público de estacionamento (a 20 mts.).

 




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

76 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Amadora - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Amadora

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.