Portal Nacional dos Municípios e Freguesias


Políticas ambientais de Guimarães despertam interesse da China e Europa

A partir de Guimarães, foram apresentadas as bases de um acordo para a valorização dos recursos hídricos e a proteção dos caudais ecológicos. A assinatura da declaração decorreu esta sexta-feira, na Pousada de Santa Marinha, com a presença do Ministro do Ambiente de Portugal, João Pedro Matos Fernandes, o Ministro dos Recursos Hídricos da China, E. Jingping, a Vice-Ministra da Agricultura e Florestas da Finlândia, Jaana Husu-Kallio, o Ministro da Energia e da Água de Malta, Joseph Mizzi, a Subdiretora Geral de Ambiente da Comissão Europeia, Joanna Drake, o Diretor Geral da Agência Sueca para a Gestão da Água e da Vida Marinha, Jakob Granit, e o Embaixador da China, Cai Run.

A 7.ª Conferência do Diálogo de Alto Nível da Plataforma China-Europa para a Água, assume uma “importância mundial”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, e Guimarães está na linha da frente sobre as políticas ambientais. “Foi possível demonstrar aos nossos representantes europeus e da China o trabalho que Guimarães está a desenvolver no âmbito da consciência ecológica, através do conhecimento científico e o recurso às novas tecnologias, envolvendo ainda os nossos cidadãos. Estou certo que é com esta consciência ecológica que será possível transformar as políticas públicas e a ação do nosso quotidiano”, salientou.

Na sequência dos contactos efetuados com o Ministro dos Recursos Hídricos da China, E. Jingping, o presidente da Câmara de Guimarães destacou a possibilidade de acordos a serem estabelecidos com Portugal e, em particular, com Guimarães. “Estamos a falar de políticas de investigação e experimentação no sentido de replicar em Guimarães algumas soluções inovadoras e, também, fazer com algumas ações possam ser replicadas desde Guimarães para todo o Mundo”.

Um destes casos é o projeto das bacias de retenção que “estão a despertar curiosidade pela forma como resolvemos o problema das cheias na zona baixa da cidade”, salientou Domingos Bragança. “Naturalmente estamos a falar de uma escala de 160 mil habitantes no concelho de Guimarães, enquanto as cidades chinesas têm uma escala bem maior. Certo é que o Ministro da China considerou que o modelo que funcionou em Guimarães é interessante e, depois, é uma questão de aplicar às devidas escalas de cidades, com as devidas adaptações. As bacias de retenção é um caso de estudo a nível nacional, que terá dimensão a uma escala mundial neste caso”.

Por outro lado, Guimarães também pode colher dividendos com a “possibilidade de investimentos relacionados com as novas tecnologias de mobilidade”. Assim, as políticas de cultura ambiental de Guimarães despertam o interesse dos parceiros Europeus e da China.

Este sábado, 09 de novembro, os representantes dos países na Conferência do Diálogo de Alto Nível da Plataforma China-Europa para a Água, efetuam visitas técnicas às Bacias de Retenção de Guimarães, Estação de Tratamento de Água de Santa Eufémia de Prazins, gerida pela empresa intermunicipal Vimágua, bem como uma visita à Estação de Tratamento de Águas Residuais de Serzedelo.

Esta ação é organizada conjuntamente pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática de Portugal, pelo Ministério dos Recursos Hídricos da China, pela Câmara Municipal de Guimarães e pela Universidade de Évora, contando com mais de duas centenas de personalidades do setor da água para partilhar experiências e boas práticas de gestão de recursos hídricos na União Europeia e na China, a decorrer na Cidade-Berço desde quarta-feira.

  ambiente




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!

36 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Guimarães - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Guimarães

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.