Portal Nacional dos Municipios e Freguesias

Freguesia de Mina de Água - Municipio de Amadora

Menu da Freguesia

Mina de Água é uma freguesia portuguesa do concelho da Amadora com 8,09 km² de área e 44 143 habitantes (2011). Densidade: 5 456,5 hab/km².

Foi constituída em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, integrando o território das antigas freguesias de Mina e São Brás.

 

O topónimo de Mina surge no final do século XIX e início do século XX, para designar a mina de água existente nuns terrenos a Norte via-férrea. Esta nascente, que corre a grande profundidade, era a única que, na zona da Amadora, mantinha um caudal constante, mesmo nos meses de Verão, quando a maioria dos poços da terra secavam.A ela recorria a população que aqui se fixou após a construção do caminho-de-ferro.António Cardoso Lopes, tendo  adquirido estes terrenos, procedeu à construção de uma gruta de acesso à nascente, formalmente inaugurada pelo Presidente da República em 1913. Esta mina deu ainda o nome à Empresa Bairro-Parque da Mina que iniciou as urbanizações a norte da estação da C.P., que ficaram conhecidas como Bairro da Mina


Definições de Limites
 

 Norte – Limite de Concelho;
 Nascente – Limite de Concelho, Rua das Camélias, Avenida Marechal Costa Gomes, Avenida Fernando Lopes
Graça, limite Poente do loteamento municipal C-36-PL/99, Linha de Água, Avenida Carlos Botelho, Praça Dórdio Gomes, Avenida Eduardo Malta, Praça Moita Macedo, Avenida Álvaro Cunhal. Segue pela Rua Seara de Trigo, Rua do Moinho da Galega, Praceta do Lagar, Rua Ordem Militar do Hospital, Travessa Ordem Militar do Hospital, Estrada da Serra da Mira, Beco do Poço, Calçada da Azenha, Limite Poente do Parque Aventura, Avenida General Humberto Delgado, Avenida Miguel Bombarda, Avenida Comandante Luís António da Silva, Rua Elias Garcia, Estrada Salvador Allende;
 Sul – Linha de Caminho-de-ferro;
 Poente – Limite de Concelho.
Integra os aglomerados: Mina, São Brás, Carenque, Moinhos da Funcheira Alto dos Moinhos, Casal da Mira, A-da-Beja e Moinho do Guizo.


Apresenta uma área de 8,09 km2 e integra o território da atuais freguesias de São Brás e Mina. Compreende a margem norte do centro da Cidade hoje prolongado em direção a São Brás e a Vila Chã, formando um contínuo urbano polinucleado que a concretização da rede viária prevista em PDM, a construção e a requalificação dos espaços verdes e dos equipamentos fortaleceram. A poente e após a extinção dos núcleos de habitação degradada tecido urbano pela expansão do edificado ao longo colmatar-se-á o da linha férrea beneficiando do impulso gerado por novos espaços que estão a emergir na cidade consolidada.
Da freguesia fazem parte os núcleos antigos de Carenque e de A-da-Beja que têm mantido ao longo do tempo características distintas ditadas pela posição excêntrica e pelas condicionantes físicas do território. Pela sua dimensão refere- se a existência de uma área de coberto arbóreo, a Fonte Santa, que constitui uma importante reserva ambiental que promove a conectividade com a área florestal da Serra da Carregueira. A Mina de Água concentra a Norte as áreas urbanas de génese ilegal nomeadamente, Moinhos da Funcheira, Alto dos Moinhos, Casal da Mira e Rebentão em diferentes estádios de legalização. A beneficiaram as ligações neste território, cerzindo malhas diferenciadas e introduzindo maior coerência e legibilidade na imagem urbana.



Conteúdo Brevemente Disponível

Entidades Públicas Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Empresas Nesta Freguesia