Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Freguesia de Tinalhas - Municipio de Castelo Branco

Menu da Freguesia

Tinalhas é uma freguesia portuguesa do concelho de Castelo Branco, com 16,20km de área e 585 habitantes (2011). Densidade: 36,1 hab/km.


Nu0103o deve ser muito anterior ao século XII e até mesmo no seguinte que aparece o nome apelativo de uso comum Tinalha. Também pode ser alusivo a escavaçu0151es (achados de antigas vasilhas e potes) que se designavam em latim "Tinalia" que se encontra num documento de 1336 e que, por motivos de alteraçu0151es fonéticas e etimológicas resultariau2026 Tinalha.


Até 1877 fez parte do concelho de São Vicente da Beira após o que passou para o de Castelo Branco .


A dezoito quilómetros de Castelo Branco, a freguesia de Tinalhas está no Norte do concelho, entre as suas congéneres de Ninho do Açor, Freixial do Campo, Cafede e Póvoa de Rio Moinhos. Povoaçu0103o relativamente elevada, encontra-se a mais de quatrocentos metros de altitude. É atravessada por uma série de pequenos ribeiros sem grande expressu0103o: o ribeiro do Vale Sando, a ribeira da Ribeirinha, o ribeiro do Vale de Jou0103o Martins, o ribeiro do Salgueiro e o ribeiro do Cadavai.


O curioso nome da freguesia surge pela primeira vez na documentaçu0103o oficial do século XIII. Pode ser o nome comum de alguma família que ali tivesse possessu0151es, ou entu0103o uma alusu0103o aos achados de antigas vasilhas e potes, "tinalias", provenientes de escavaçu0151es arqueológicas ali realizadas. Para além desses achados, foram descobertos também três machados de pedra polida, pedaços de sílex, uma pedra gravada, provalvelmente pré-romana, e um pequeno objecto de bronze. Todos estes achados revelaram ser da época romana e pré-romana, nomeadamente do Neolítico.


Em 1165, D. Afonso Henriques doou as terras entre os rios Erges, Tejo e Zêzere à Ordem dos Templários, com o objectivo de povoarem a regiu0103o. Mais tarde, D. Afonso II fez nova doaçu0103o, a chamada herdade da Açafa ou da Cardosa. Esta herdade tinha como limites a Covilhu0103, a Norte; a ribeira de Alpeadre e o rio Ponsul, a Nascente; a regiu0103o de Ródu0103o, a Sul; e S. Vicente da Beira, a Ocidente.


in "A Terra e suas Memórias Culturais"u2026


  • Artesanato: Rendas, Mantas de retalhos, Linho em tear manual, Cortiça

  • Gastronomia: Serrabulho, Borrego estufado, Papas de milho, Tigelada, Broas de Mel, Filhós Fritas

  • Festas e Romarias:
    • "Há que se chá" em honra dos 3 reis magos: 5 de Janeiro

    • Romaria da Rainha Santa Isabel: Páscoa

    • Festas de Veru0103o: 2u00ba Domingo de Setembro

    • Nossa Senhora do Rosário: 1u00ba Domingo de Outubro

    • Feira Anual: Segunda-feira de PáscoaFonte: Wikipedia


Conteúdo Brevemente Disponível

Estabelecimentos de Ensino Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Centro Ciência Viva da Floresta - Proença-a-Nova

O Centro Ciência Viva de Proença-a- Nova situa-se no Pinhal Interior Sul do concelho de Castelo Branco e o tema não podia ser outro: a Floresta. O edifício do arquiteto João Teixeira inspira-se no corte transversal de um tronco de pinheiro, determinando a disposição circular dos espaços. O Centro está rodeado por um ambiente de floresta com um lago, sobre o qual se debruça a esplanada do bar, levando os visitantes a refletir sobre o equilíbrio ecológico do planeta.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Estrada Nacional 241, Moitas
6150 - 345 Proença-a-Nova
GPS: 39.7333641052, -7.8759531975
(+351) 274 670 220

Horários:
Horário regular: 9h30 - 18h30 (terça a domingo incluindo feriados)
Horário de Verão (junho a setembro): 9h30 - 18h30 (terça a sexta) | 10h30 ?19h30 (fins de semana e feriados)

Saber mais sobre Centro Ciência Viva da Floresta - Proença-a-Nova

OS CIRCUITOS CIÊNCIA VIVA

Os Centros Ciência Viva integram um programa de turismo do conhecimento - os Circuitos Ciência Viva - que o desafia a explorar 18 destinos em Portugal com o que de mais único pode descobrir. Em família ou com amigos, são mais de 200 as etapas que revelamos contando histórias, explicando factos, fenómenos e despertando para novas perguntas.

Partindo de cada Centro Ciência Viva, estas viagens cruzam museus e monumentos, parques e reservas naturais, grutas e minas, ateliês e oficinas, experiências de aventura e paisagens singulares.

Durante um ano, com um cartão, um guia e uma app, pode visitar gratuitamente os 20 Centros Ciência Viva, as vezes que quiser, e usufruir de vantagens em mais de 200 parceiros de todo o país.

É um presente para a família explorar durante um ano, com o espírito curioso dos viajantes.

Saiba mais aqui sobre os Circuitos Ciência Viva

Sem ofertas disponíveis actualmente nesta freguesia.