Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Bem Vindo à
Freguesia de União das Freguesias de Parreira e Chouto

Freguesia de União das Freguesias de Parreira e Chouto - Municipio de Chamusca

Menu da Freguesia

A União de Freguesias de Parreira e Chouto

Foi constituída em 2013 imposta pela Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias).

No âmbito da reforma administrativa nacional, pela agregação das antigas freguesias de Parreira e Chouto, esta recente Freguesia do concelho de Chamusca é a maior do seu concelho, tem cerca de 338,42 km² de área e 1 492 habitantes (2011), o que corresponde a uma densidade populacional de 4,4 hab/km². Devido ao seu enorme território, representa quase metade do concelho da Chamusca.

 

PARREIRA

A Parreira está situada a sul do concelho, edificada junto a duas ribeiras: a Ribeira de Muge e a Ribeira do Chouto. Até à data da sua criação como freguesia, outubro de 1985, esteve anexada à freguesia de Vale de Cavalos, tendo pertencido entre 1919 e 1926 ao concelho de Alpiarça.

Terá tido a sua origem em dois Casais: Casal da Parreira e Casal do Salvador. De lugares como Montargil e Ponte de Sôr vinham pessoas para trabalhar os campos destes dois casais, dando assim origem ao povoamento da região e consequentemente ao surgimento da aldeia de Parreira.

A lenda da Parreira:
Há muitos anos, andava um caminheiro de terra em terra, pobre e sem nada para comer. Um dia, passou junto a um velhinho que estava sentado à beira da estrada, sem forças sequer para andar. Abeirou-se do pobre homem e deu-lhe a única coisa que tinha para comer, um cacho de uvas. Depois de comer, o velhinho atirou os caroços ao chão e agradeceu ao caminheiro que ficara sem nada para comer. No ano seguinte, quando o caminheiro voltou a passar por aquele local, todo o caminho estava coberto por parreiras que lhe mataram a fome.

O primeiro senhorio de Chouto seria chamado de Ribeira do Chouto, resultado de doação de D. Afonso V, ao escudeiro Gonçalo Galvão, em 1459. Manteve-se nos Condes de Castanheira até 1647. Com a extinção desta doação as terras da freguesia reverteram para posse da Casa do Infantado. A partir de 1654, o Chouto, ao passar a integrar o património da Casa do Infantado, teve como Senhor o primeiro dos Infantes, D. Pedro de Bragança, filho da primeira Rainha donatária da Casa das Senhoras Rainhas, D. Luisa de Gusmão, bisneta de Ruy Gomes da Silva. D. Pedro de Bragança era trineto de Ruy Gomes da Silva e acabou por ser Rei de Portugal e dos Algarves como D.Pedro II.

Orago: Nossa Senhora de Fátima;
Área da Freguesia: 133,44 Km²;
População: 1.015 habitantes [842 Eleitores];
Densidade: 7,6 Hab. / Km²;
Povoações: Parreira, Salvador, Moinho de Vale de Flores e Murta;
Actividades Económicas: Comércio, Agricultura, Floresta, Caça e Pesca;
Feiras: Mercado Mensal [2º Domingo do mês];
Festas e Romarias: Festa do Grupo Desportivo da Parreira [Julho], Festa do Rancho Folclórico da Parreira [Agosto/Setembro];
Património cultural e edificado: Igreja da Nossa Senhora de Fátima, Salões Sócio-Culturais Locais, Campos de Futebol [Relvado], Zona de Passeios Panorâmicos;
Ecologia e Paisagem Ribeira de Muge, Barragens de Cantarinhos, Reservas de Caça da Bunheira do Grou e Machuqueira;
Gastronomia: Vários pratos relacionados com borrego, porco, animais de caça e pesca;
Coletividades: 2 Grupos Desportivo, 1 Rancho Folclórico da Parreira, 1 Associação de Caçadores da Parreira e 1 Centro de Dia.
 

CHOUTO

O Chouto terá sido uma das primeiras freguesias do concelho de Ulme, entre 1830 e 1855. Foi integrado como aldeia e freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Chouto, em 1830, sendo-lhe acrescentados os territórios da Coutada Real, em 1834 e em 1855 ficou pertença do concelho da Chamusca com a extinção do concelho de Ulme.


Orago: Nossa Senhora da Conceição;
Área da Freguesia: 205,30 Km²;
População: 715 habitantes [643 Eleitores];
Densidade: 3,5 Hab. / Km²;
Povoações: Chouto, Gavião, Gaviãozinho, Gorjão, Marmeleiro, Marvila, Pego da Curva e Tojeiras de Baixo;
Actividades Económicas: Agro-Pecuária, Indústria da Construção Civil e Exploração Florestal, Comércio;
Festas e Romarias: Feira de S. Pedro [Finais de Junho];
Património cultural e edificado: Igreja de N. Senhora da Conceição, Chafariz do Chouto, Capela do Sagrado Coração de Jesus, Salão Sócio-Cultural Local, Parques Lúdico-Desportivos, Campo de Futebol, Recintos Urbanos Adaptáveis a Actividades Culturais da Freguesia e Centro de Dia;
Ecologia e Paisagem Ribeira de Muge [Local onde avistam várias Ganadarias], Moinhos Velhos, Floresta e Fauna Animal de Caça;
Artesanato: Artesanato em Cortiça e Madeira, Cestaria e Latoaria;
Coletividades: Grupo Desportivo de Chouto, Centro de Acolhimento Social do Chouto e Comissão Paroquial do Chouto, Comissão de Melhoramentos do Gaviãozinho.

 

Localidades: Parreira, Salvador, Moinho de Vale de Flores, Murta, Chouto, Gavião, Gaviãozinho, Gorjão, Marmeleiro, Marvila, Pego da Curva e Tojeiras de Baixo.
Área: 338,7 Km²
População: 1.730 habitantes 


Horário de Funcionamento 
Seg. a Sex. das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30



Conteúdo Brevemente Disponível

Entidades Públicas Nesta Freguesia

Estabelecimentos de Ensino Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Empresas Nesta Freguesia

Centro Ciência Viva de Constância - Parque de Astronomia

O Centro Ciência Viva de Constância é um Parque de Astronomia situado estrategicamente no Alto de Santa Bárbara, nos arredores de Constância, de onde se pode observar um céu noturno de grande qualidade, uma vez que está fora das zonas de poluição luminosa.
Com uma área total de 10 000 m 2 , o Centro tem um Parque de Astronomia com uma vista panorâmica sobre a paisagem envolvente, que contém oito módulos interativos de exterior, um planetário, um laboratório de heliofísica, um anfiteatro e cinco cúpulas de observação astronómica.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Alto de Santa Bárbara, Via Galileu Galilei, 817
2250 - 100 Constância
GPS: 39.4949073792, -8.3238334656
(+351) 249 739 084

Horários:
terça a sexta: 10h00 - 13h00 e 14h30 - 18h00
sábado: 15h00 - 19h00 e 21h00 - 23h00
domingos e feriados: 15h00 - 19h00

Saber mais sobre Centro Ciência Viva de Constância - Parque de Astronomia

Centro Ciência Viva do Alviela - Carsoscópio

O Centro Ciência Viva do Alviela - Carsoscópio situa-se em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, junto à nascente do rio Alviela. Aberto ao público desde 15 de dezembro de 2007, o edifício e o espaço expositivo foram recentemente requalificados, mantendo o enquadramento na paisagem natural envolvente.

O Centro funciona como um observatório do Maciço Calcário Estremenho e, em particular, das colónias de morcegos que aí habitam.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Praia Fluvial dos Olhos d´Água do Alviela
2380 - 450 Alcanena
GPS: 39.4454879761, -8.7103929520
(+351) 249 881 805

Horários:
Horário de inverno: 10h00 - 18h00 (terça a domingo)
Horário de verão ( maio a 30 de setembro): 10h00 - 18h00 (terça a sexta); 11h00 - 19h00 (fins de semana e feriados)

Saber mais sobre Centro Ciência Viva do Alviela - Carsoscópio

OS CIRCUITOS CIÊNCIA VIVA

Os Centros Ciência Viva integram um programa de turismo do conhecimento - os Circuitos Ciência Viva - que o desafia a explorar 18 destinos em Portugal com o que de mais único pode descobrir. Em família ou com amigos, são mais de 200 as etapas que revelamos contando histórias, explicando factos, fenómenos e despertando para novas perguntas.

Partindo de cada Centro Ciência Viva, estas viagens cruzam museus e monumentos, parques e reservas naturais, grutas e minas, ateliês e oficinas, experiências de aventura e paisagens singulares.

Durante um ano, com um cartão, um guia e uma app, pode visitar gratuitamente os 20 Centros Ciência Viva, as vezes que quiser, e usufruir de vantagens em mais de 200 parceiros de todo o país.

É um presente para a família explorar durante um ano, com o espírito curioso dos viajantes.

Saiba mais aqui sobre os Circuitos Ciência Viva

ADQUIRIR CARTÃO

Sem ofertas disponíveis actualmente nesta freguesia.





VEJA TAMBÉM!