Portal Nacional dos Municipios e Freguesias

Freguesia de Calde - Municipio de Viseu

Menu da Freguesia

Calde é uma freguesia portuguesa do concelho de Viseu, com 38,36km de área e 1 469 habitantes (2011). Densidade: 38,3 hab/km.


Fica situada na margem direita do Rio Vouga, na encosta da Serra da Arada, confinando com os concelhos de Castro Daire e S. Pedro do Sul. Dela fazem parte as povoações de Almargem, Cabrum, Calde, Paraduça, Póvoa, Várzea e Vilar do Monte.


Esta Freguesia apresenta como património cultural e edificado a Igreja Paroquial, na Póvoa de Calde, que no ano 2002, completará um século de existência; a capela de S. Francisco, em Várzea; a capela de Almargem e a antiga Igreja Paroquial, na povoação de Calde, que oferece uma rara beleza interior em talha dourada, monumentos estes que merecem uma demorada visita. São de realçar ainda as várias sepulturas cavadas na rocha, as lagaretas árabes, em Calde, Paraduça e Póvoa, alguns cruzeiros em granito, azenhas, alminhas, poldras, a Ponte Moreno em Paraduça sobre o rio Vouga e ainda o lugar da Fonte Santa.


No aspecto económico, a Freguesia encontra-se em expansão, favorecida pela implantação da indu00fastria, mais exactamente, a de transformação de madeiras e granitos, a de construção civil, a de azeite, a de aguardente e a de móveis.No entanto, as actividades mais tradicionais, como a apicultura, a agricultura e a pecuária, continuam a pertencer ao conjunto das actividades económicas mais importantes para o desenvolvimento local. É de realçar ainda o renascer da cultura do linho, na povoação de Várzea, actividade esta bem representada pelo seu Grupo Etnográfico de Cantares do Linho.


  • O topónimo Calde deriva do genitivo antroponímico u201cCalidusu201d, referindo-se a um senhor de uma u201cvilla Callidiu201d, sofrendo as naturais evoluções fonéticas, derivando em u201cCáldiu201d. Esta u00faltima designação prevaleceu até ao século XIII, pelo menos. Também os topónimos dos lugares da Freguesia de Calde reflectem a influência dos povos primitivos, como os árabes, cujo exemplo mais evidente é o topónimo u201cAlmargemu201d, sem provar o arabismo local. A invasão muçulmana deverá ter alterado profundamente toda a região, dando origem a uma relativa estagnação de crescimento demográfico da u201cvillau201d.

  • A freguesia de Calde, cujo povoamento deverá remontar à época romana, foi honra de fidalgos medievais. No eclesiástico, nada de concreto se conhece sobre a fundação da paróquiqa de Santa Maria de Calde, porém, alguns autores defendem que, tal como em Viseu e todo o seu termo, deverá remontar aos tempos da cristianização suevo-visigótica; pertenceu à paróquia de S. Pedro de Lordosa até ao século XVI, organizando-se a partir daí como paróquia independente. Por esta razão, o vigário de Lordosa representava o cura de Calde.

  • A povoação de Calde aparece nas Inquirições do século XIII, ainda com a denominação de u201cCaldiu201d ou u201cCaldyu201d, pelo que se coloca a questão: Por que é que D. Manuel I, ao conceder foral a esta terra em 24 de Julho de 1515, a chamou de Caldas do Couto de Lafões, para depois voltar a chamar-se de Calde? Poderá ter sido denominada, Caldas para claramente referir a temperatura das ág
    Fonte: Wikipedia


Conteúdo Brevemente Disponível

Entidades Públicas Nesta Freguesia

Estabelecimentos de Ensino Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Sem ofertas disponíveis actualmente nesta freguesia.