Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Freguesia de Freiria - Municipio de Torres Vedras

Menu da Freguesia

RESENHA HISTÓRICA

Em primeiro lugar, convém salientar que não há unanimidade no que diz respeito à origem do topónimo “Freiria”.

Assim, e segundo uma lenda, moravam nesta povoação algumas freiras. Certo dia, uma delas desapareceu e as suas companheiras, dando pela sua falta, foram de imediato procurá-la por toda a parte. Perguntaram a alguém que trabalhava no campo e receberam como resposta que a freira ia para “algures”. Assim temos a “freira ia” e concludentemente o nome “Freiria”.

Embora actualmente só se escreva Freiria, os registos antigos dizem ser Freiria dos Chapéus. Esta designação deriva de aqui ter existido, segundo a tradição oral, uma fábrica de chapéus que terá funcionado no lugar dAlém. Porém, não se conhecem vestígios da dita fábrica, nem se sabe ao certo a veracidade desta versão.

Em rigor, a data histórica mais antiga que se conhece de Freiria é 16-03-1279 em que, por Carta de Dona Beatriz, viúva do Rei Dom Afonso III, se criavam quatro dizimarias: S. Pedro de Torres Vedras; Sobral da Abelheira; Freiria e uma quarta constituída por Carmões, Carvoeira e Dois Portos.

É de destacar que em 1321, Freiria já existia como Paróquia filial de São Pedro e Santiago de Torres Vedras à qual pagava o dízimo, sendo desanexada desta paróquia, muito provavelmente, no século XVI.

A nível administrativo, Freiria pertenceu ao concelho da Azueira desde 1423 até 24 de Outubro de 1855, data da extinção deste concelho. Esta freguesia passou então a pertencer a Torres Vedras. No entanto, em 26 de Setembro de 1895 a freguesia foi anexada ao concelho de Mafra, o que aconteceu até 13 de Janeiro de 1898, data em que passou a pertencer definitivamente a Torres Vedras.

Situada no extremo sul-sudoeste do concelho de Torres Vedras, e no seu limite com o de Mafra, Freiria encontra-se perto da margem esquerda de uma pequena ribeira, afluente da ribeira de Pedruinhos. A freguesia situa-se a 12 quilómetros da cidade de Torres Vedras e a 56 de Lisboa.

A freguesia de Freiria tem uma população de cerca de 2500 habitantes e é composta pelos lugares de Freiria, Concelhos, Poços, Chãos, Sarreira, Castelhana, Arruda, Sendieira, Mouxaria, Paúl, Colaria, Asseiceira e ainda por diversos Casais.

Freiria é uma freguesia com uma economia essencialmente agrícola, onde a vinha predomina, existindo também explorações frutícolas, hortícolas e de cereais. Os sectores secundário e terciário têm vindo a crescer na economia local, existindo pequenas oficinas do ramo automóvel, de serralharia civil e da transformação de mármores. Existem também pequenas empresas familiares do ramo da construção civil, além de diversas empresas de camionagem.

Infra estruturas existentes na Freguesia:

  • Igreja de Matriz de São Lucas da Freiria;

  • 5 Capelas;

  • 3 Casas Mortuárias;

  • 2 Bibliotecas;

  • 5 Colectividades com salas para espectáculos;

  • 1 Campo de futebol com relvado sintético;

  • 4 Ringues;

  • 1 Farmácia;

  • 1 Centro de Saúde;

  • Casa do Povo com as valências de Creche, Jardim-de-infância, Centro de Dia e Lar de Idosos;

  • Junta de Freguesia e Posto CTT;

  • 2 Escolas do 1.º ciclo;

  • 1 Escola dos 2.º e 3.º ciclos;

  • 1Dependência bancária;

  • 1 WC público;

  • 1 Agrupamento de Escuteiros;

  • 1 Grupo de Gaiteiros;

  • 1 Grupo de Cavaquinhos;

  • 1 Rancho Folclórico;

  • 1 Associação de Socorros da Freguesia de Freiria;

  • 1 Associação de Marcha e Passeios;

  • 1 Associação de Caçadores;

  • Moinhos de vento;

  • Casas centenárias. 


Conteúdo Brevemente Disponível

Entidades Públicas Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Empresas Nesta Freguesia

Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Situado no Parque das Nações, em Lisboa, é o maior centro interativo de ciência e tecnologia do país. Ao longo de mais de 11 000 m2, o conhecimento científico alia-se à emoção e ao prazer da descoberta. Grandes exposições temáticas e centenas de módulos interativos estimulam a exploração do mundo físico e a experimentação por parte de visitantes de todas as idades.

O Pavilhão do Conhecimento ocupa o edifício do Pavilhão do Conhecimento dos Mares da Expo’98, uma obra premiada do arquiteto João Luís Carrilho da Graça.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Largo José Mariano Gago, Parque das Nações
1990 - 223 Lisboa
GPS: 38.7603607178, -9.0956153870
(+351) 218 917 100

Horários:

10h00 - 18h00 (terça a sexta-feira)
11h00 - 19h00 (fins de semana e feriados)

Saber mais sobre Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Planetário Calouste Gulbenkian - Centro Ciência Viva

O Planetário Calouste Gulbenkian surge do sonho e da iniciativa do Comandante Eugénio Conceição Silva, Oficial da Marinha e brilhante astrónomo amador. Projetado pelo arquiteto Frederico George, foi construído com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1963 e 1965. Em 2004 e 2005 o Planetário foi alvo de uma extensa recuperação, fruto de uma parceria com a Ciência Viva, que se tornou assim no seu principal parceiro. O actual projetor consegue apresentar mais de 9 000 estrelas, bem como a Via Láctea, cúmulos estrelares e nebulosas, as figuras das constelações e linhas didáticas auxiliares.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Praça do Império
1400 - 206 Lisboa
GPS: 38.6983375549, -9.2089462280
(+351) 210 977 350

Horários:

Terça a sexta-feira: 9h30 - 12h00 e 13h45 - 16h00
Sábado: 13h45 - 16h30

Saber mais sobre Planetário Calouste Gulbenkian - Centro Ciência Viva

OS CIRCUITOS CIÊNCIA VIVA

Os Centros Ciência Viva integram um programa de turismo do conhecimento - os Circuitos Ciência Viva - que o desafia a explorar 18 destinos em Portugal com o que de mais único pode descobrir. Em família ou com amigos, são mais de 200 as etapas que revelamos contando histórias, explicando factos, fenómenos e despertando para novas perguntas.

Partindo de cada Centro Ciência Viva, estas viagens cruzam museus e monumentos, parques e reservas naturais, grutas e minas, ateliês e oficinas, experiências de aventura e paisagens singulares.

Durante um ano, com um cartão, um guia e uma app, pode visitar gratuitamente os 20 Centros Ciência Viva, as vezes que quiser, e usufruir de vantagens em mais de 200 parceiros de todo o país.

É um presente para a família explorar durante um ano, com o espírito curioso dos viajantes.

Saiba mais aqui sobre os Circuitos Ciência Viva

ADQUIRIR CARTÃO