Portal Nacional dos Municipios e Freguesias

Freguesia de Eiriz - Municipio de Paços de Ferreira

Menu da Freguesia

Eiriz é uma freguesia portuguesa do concelho de Paços de Ferreira, com 4,86km de área e 2 303 habitantes (2011). Densidade: 473,9 hab/km. Eiriz situa-se no noroeste do concelho, numa zona de meia-encosta, num vale entre dois montes. No território que constitui atualmente a freguesia, surgiram diversos testemunhos do período romano. No lugar da Bouça da Devesinha Nova, o Abade de Tagilde, padre Oliveira Guimarães, encontrou uma necrópole luso-romana. Por entre um numeroso espólio que, entretanto, se perdeu, destaca-se uma bilha de bojo ovóide e gargalo alto, exposta no Museu Martins Sarmento, e uma lucerna aberta, com reservatório em forma de taça e três aberturas para a passagem da mecha. Relativamente próximo, no lugar de Real, foi descoberta em 1951 um par de mós dormentes e giratórias, a sugerir também a existência de um povoamento correspondente a uma necrópole luso-romana, que nos faz pensar na zona de influência de Sanfins neste período. No extremo de Eiriz, nos limites com Meixomil, terá existido uma freguesia sueva, chamada de Santa Cruz. Dessa suposta Basílica de Cacães, datada do séc. V d. C., restou uma bilha em barro, em que, com moldes especiais, foram aplicados motivos decorativos diversos. Existiram ainda dois cemitérios proto-cristãos na freguesia, provavelmente do tempo visigótico: um no Monte de São Gonçalo, junto da capela, e outro na Bouça das Cinzas, no lugar de Além. O nome de Eiriz evoca a nobreza guerreira. A sua raiz, Aria, significa nobre. Alguns autores completam esta tese e referem que Eiriz é um antroponímico, ou seja, Eiriz seria filho ou descendente de Erigo ou Eurico, senhorio militar ou descendente da época. De qualquer maneira, é sem qualquer du00favida um topónimo germânico, tão comum em toda a região. Eiriz é pela primeira vez referida no ano de 976, no testamento de uma dama que, temendo a morte por pecados cometidos, legou a um ermitério instalado na Igreja de Santa Cruz de Cacães parte dos seus rendimentos agrários. Eiriz terá estado mesmo na origem da cidade de Paços de Ferreira. Em tese ainda não cabalmente confirmada, é de supor que terá sido em Eiriz o assento do Paço de Ferreira, para aqui mudado pelo capitão Paulo Ferreira, e que deu o nome ao concelho. Nas Inquirições de 1220, é indiciada já como paróquia, surgindo nesse documento diversos topónimos relativos à freguesia: Eiriz, Cabo, Quintela, Real, Vila Verde, Vilar, Boielo, Cal, Lavadeira, Quintana, Palheiro e Torre. Nas Inquirições de 1258, era de herdadores fidalgos. A paróquia compunha-se de sete villas ou demarcações agrícolas: Quintela, Real, Vila Verde, Vilar, Bustelo e Quintã, no Paço. Apesar de todo o protagonismo evidenciado anteriormente, Eiriz vai acabar por ser integrada na Honra de Carvalhosa durante o século XIII. Mais tarde, esteve integrada no Julgado de Aguiar de Sousa. A Igreja Matriz de S. João Evangelista, de transição do barroco para o maneirismo, e o Cruzeiro do Senhor Roubado, quinhentista, são os principais pólos de interesse patrimonial da freguesia.



Fonte: Wikipedia


Conteúdo Brevemente Disponível

Entidades Públicas Nesta Freguesia

Estabelecimentos de Ensino Nesta Freguesia

Forças de Segurança Nesta freguesia

Empresas Nesta Freguesia

Sem ofertas disponíveis actualmente nesta freguesia.





VEJA TAMBÉM!