Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Freguesia de Mafra - Municipio de Mafra

Menu da Freguesia

Sede de um Município desde o ano de 1189. No entanto, a sua origem remonta a épocas mais recuadas, presumivelmente ao neolítico ou mesmo ao paleolítico.

D. Manuel I concedeu-lhe Foral Novo, em 1513. Porém, foi o Rei-Sol português, D. João V, quem a promoveu, ao escolher um arrabalde para nele edificar o Palácio-Convento de Santo António, geralmente considerado o ponto de partida do barroco português.

Dignos de admiração: a estatuária italiana, a maior colecção existente em Portugal, os dois carrilhões e os seis órgãos, conjuntos únicos em todo o mundo, bem como a Biblioteca, repositório formidável do saber apadrinhado pelo monarca Magnânimo.

Coração e centro cultural da região saloia, oferece aos seus visitantes a possibilidade de se familiarizarem com o artesanato vivo, com a etnografia, com a natureza, sendo a Tapada Nacional de Mafra um dos pontos de visita obrigatória, com a história, com as artes e com a doçaria tradicional.

São várias as festividades a merecer destaque: a Feira e a Festa de Santo André, que decorre no dia 30 de Novembro no Largo das Tílias; a Feira da Murgeira (dos Alhos ou de Julho), que tem lugar no mesmo local ao terceiro domingo de Julho; a Romaria de Nossa Senhora do Arquitecto, que na 2.ª Feira de Pentecostes enche o Longo da Vila de gente; a Festa de Santo André, que se realiza no terceiro domingo de Setembro); a Procissão do Encontro, no segundo domingo da Quaresma; derradeiros vestígios da religiosidade barroca em Portugal, quase únicas no país, são as Procissões da Penitência dos Terceiros Franciscanos (quarto domingo da Quaresma), das Dores ou da Burrinha (Domingo de Ramos) e do Enterro do Senhor (Sexta Feira Santa).


Conteúdo Brevemente Disponível

Estabelecimentos de Ensino Nesta Freguesia

Empresas Nesta Freguesia

Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Situado no Parque das Nações, em Lisboa, é o maior centro interativo de ciência e tecnologia do país. Ao longo de mais de 11 000 m2, o conhecimento científico alia-se à emoção e ao prazer da descoberta. Grandes exposições temáticas e centenas de módulos interativos estimulam a exploração do mundo físico e a experimentação por parte de visitantes de todas as idades.

O Pavilhão do Conhecimento ocupa o edifício do Pavilhão do Conhecimento dos Mares da Expo’98, uma obra premiada do arquiteto João Luís Carrilho da Graça.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Largo José Mariano Gago, Parque das Nações
1990 - 223 Lisboa
GPS: 38.7603607178, -9.0956153870
(+351) 218 917 100

Horários:

10h00 - 18h00 (terça a sexta-feira)
11h00 - 19h00 (fins de semana e feriados)

Saber mais sobre Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Planetário Calouste Gulbenkian - Centro Ciência Viva

O Planetário Calouste Gulbenkian surge do sonho e da iniciativa do Comandante Eugénio Conceição Silva, Oficial da Marinha e brilhante astrónomo amador. Projetado pelo arquiteto Frederico George, foi construído com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1963 e 1965. Em 2004 e 2005 o Planetário foi alvo de uma extensa recuperação, fruto de uma parceria com a Ciência Viva, que se tornou assim no seu principal parceiro. O actual projetor consegue apresentar mais de 9 000 estrelas, bem como a Via Láctea, cúmulos estrelares e nebulosas, as figuras das constelações e linhas didáticas auxiliares.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Morada:
Praça do Império
1400 - 206 Lisboa
GPS: 38.6983375549, -9.2089462280
(+351) 210 977 350

Horários:

Terça a sexta-feira: 9h30 - 12h00 e 13h45 - 16h00
Sábado: 13h45 - 16h30

Saber mais sobre Planetário Calouste Gulbenkian - Centro Ciência Viva

OS CIRCUITOS CIÊNCIA VIVA

Os Centros Ciência Viva integram um programa de turismo do conhecimento - os Circuitos Ciência Viva - que o desafia a explorar 18 destinos em Portugal com o que de mais único pode descobrir. Em família ou com amigos, são mais de 200 as etapas que revelamos contando histórias, explicando factos, fenómenos e despertando para novas perguntas.

Partindo de cada Centro Ciência Viva, estas viagens cruzam museus e monumentos, parques e reservas naturais, grutas e minas, ateliês e oficinas, experiências de aventura e paisagens singulares.

Durante um ano, com um cartão, um guia e uma app, pode visitar gratuitamente os 20 Centros Ciência Viva, as vezes que quiser, e usufruir de vantagens em mais de 200 parceiros de todo o país.

É um presente para a família explorar durante um ano, com o espírito curioso dos viajantes.

Saiba mais aqui sobre os Circuitos Ciência Viva

ADQUIRIR CARTÃO

VEJA TAMBÉM!