Portal Nacional dos Municipios e Freguesias


Contagem decrescente para as Conferências do Estoril. Arranca amanhã, dia 19 de maio, a edição de 2015

Contagem decrescente para as Conferências do Estoril. Arranca amanhã, dia 19 de maio, a edição de 2015

Em abril de 2010, o ministro da Economia do governo de Giorgios Papandreou chocou o mundo ao anunciar que Grécia era incapaz de pagar os títulos públicos com vencimento próximo. A bolha da crise europeia rebentava no mediterrâneo com tal estrondo que ainda hoje a Grécia se debate com a falência eminente.

Em março de 2014, Garry Kasparov, antigo campeão mundial de xadrez, acusou o presidente russo, Putin, de estar “a jogar um póquer  agressivo na Ucrânia. Kasparov comparou, nessa altura, “a anexação da Crimeia à de Hitler na  Áustria”.

Anders Fogh Rasmussen, o ex-secretário-geral da NATO, publicou há dias na Harvard International Review, A Place Apart: A Peaceful Arctic No More?” (“Um lugar à parte: um ártico pacífico, não mais?”), um artigo em que se debruça sobre a questão da Crimeia e os avanços militares da Rússia na zona do Ártico. Rasmunssen defende publicamente o desenho de uma estratégia da Nato para aquela zona (ler artigo)

Estes são alguns dos oradores presentes na 4ª edição das Conferências do Estoril, um dos mais importantes eventos internacionais bianuais realizados em Portugal.  Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Moises Naim, pensador venezuelano autor do ‘best-seller’ “The End of Power (2013), José Ramos-Horta, ex-presidente timorense e Nobel da Paz, Francis Fukuyama, vencedor do prémio Estoril Global Issues Distinguished Book Prize 2015, e José Manuel Durão Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia, são outros dos nomes já confirmados.

“Religião e o Diálogo entre Civilizações” é um dos temas globais que está a gerar mais expetativa e que irá ser debatido pelo cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, o imã da Mesquita de Lisboa, David Munir, e pelo reitor do seminário rabínico latino-americano, Abraham Skorka, conhecido como “o Rabi do Papa” pela amizade e diálogo de décadas com o Papa Francisco.

Dia 19 o arranque faz-se com a Cimeira da Juventude. Na edição de 2015 vão decorrer quatro projetos especiais – Youth Summit, Jovem Embaixador CE, “Murar o Medo” com curadoria de Mia Couto, Youth Bootcamp - focados na Educação, na capacitação presente e futura e na promoção de uma rede de contatos internacional. 

A sessão de abertura está agendada para dia 20, às 14h30, com a presença de Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, Miguel Pinto Luz, vice-presidente CMC, António Rendas (reitor da Universidade Nova), em representação dos parceiros académicos das CE 2015.

 

Sobre as Conferências do Estoril | «Desafios Globais, Respostas Locais» | É, talvez, o maior evento  internacional bianual realizado em Portugal sobre os desafios da globalização. A organização deste evento é responsabilidade da Câmara Municipal de Cascais que conta com a colaboração de vários parceiros nacionais e internacionais pertencentes ao meio académico, institucional e empresarial. As Conferências do Estoril têm como objetivo criar um pólo de reflexão de nível internacional sobre os desafios da globalização, com particular atenção à relação entre os domínios global e local. Visam, ainda, afirmar Cascais, e Portugal, como ponto de encontro de algumas das mais conceituadas individualidades, organizações internacionais, universidades, centros de investigação e desenvolvimento, think tanks e organizações não-governamentais. As Conferências do Estoril incluem também a atribuição de dois prémios: o Estoril Global Issues Distinguished Book Prize, no valor de 10 mil euros à melhor publicação original sobre o tema das Conferências, e o Estoril Local Answers Award , no valor de 10 mil euros, ao projeto que melhor represente uma “Resposta Local” para um “Desafio Global”.

PODERÁ GOSTAR TAMBÉMOUTROS EVENTOS NO PAÍS - VER TODOS

VEJA TAMBÉM!