Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Concerto de Harpa Céltica

Em 2016-04-23
No âmbito da Investidura Templária, que se realiza no próximo dia 23 de abril, sábado, a casa do Sal será palco de um concerto de Harpa Céltica, por Helena Madeira. A Investidura Templária concentra-se numa cerimónia solene, no dia 23, pelas 18h00, a decorrer na Igreja Matriz de Nossa Sra. dos Mártires e que contará com a presença do Grão-Mestre da Ordem dos Templários, D. Fernando Pinto de Fontes. A Ordem dos Templários é uma das mais famosas Ordens Militares de Cavalaria, tendo sido fundada no rescaldo da 1ª Cruzada, em 1118. Em Portugal, os Templários desempenharam um papel determinante no período da Reconquista, nomeadamente na atividade militar contra os mouros e no povoamento do território. Extinta pelo Papa Clemente V, a Ordem dos Templários era detentora de um vasto património que, por direito, pertenceria à Santa Sé, o que ameaçava a soberania do rei português D. Dinis. Na sequência disto, em 1319, D. Dinis propõe a criação da Ordem de Cristo, justificada pela necessidade de defender a costa algarvia dos ataques de piratas e piratas magrebinos. Embora a luta contra o Infiel tivesse terminado em 1249, este argumento captava as boas graças do papado, que acabaria por decretar a criação da nova Ordem religioso-militar. A 1ª sede da Ordem de Cristo foi o Castelo de Castro Marim, com um dos mais sólidos sistemas defensivos de todo o Reino do Algarve e situado na fronteira marítima com Marrocos e nas imediações da comunidade islâmica de Granada. Uma velada de armas na Igreja do Castelo de Castro Marim, apenas para membros da Ordem, abre as cerimónias, logo no dia 22 de abril (sexta-feira), pelas 21h30. No dia 23, e também no âmbito das comemorações do 25 de Abril, na casa do Sal, pelas 15h30, decorre a apresentação do livro “O primeiro Carimbo Comemorativo dos CTT do concelho de Castro Marim”, de Francisco Matoso Galveias, e o lançamento de uma edição limitada de um selo comemorativo da criação da Comendadoria de Santiago, de Castro Marim, que acolherá os novos templários. Segue-se então o concerto de Harpa Céltica, por Helena Madeira, pelas 16h30. A investidura templária consiste numa cerimónia solene e pública em que o Grão-Mestre nomeia os novos cavaleiros e damas, perante uma assembleia constituída pelos líderes e membros da Ordem dos Templários, bem como por diversas entidades eclesiásticas, civis e militares. Nesta reunião magna participarão 40 templários, vindos de Portugal e Espanha. A cerimónia termina com a bênção e inauguração da escultura do Cavaleiro da Ordem, na rotunda sul de Castro Marim, da autoria do escultor Carlos Correia, pelas 19h30. Integrada nas comemorações do 25 de Abril no Município de Castro Marim, esta iniciativa assinala o encerramento da exposição “A Identidade do Algarve: Forais, Alvarás e Cartas Régias”, patente na Casa do Sal durante este mês e que revelou a forma como as decisões da Coroa foram moldando o Algarve ao longo dos séculos.



ENVIE ESTE EVENTO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>