Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Apresentação dos livros Obsessão e Sexo ou Amor, Sentido ou Sabor

Em 2016-03-19
"Obsessão" ”...Pouco depois vi que ela tornou a sair, trazendo consigo algo na mão. Pelo formato, percebi que se tratava do jerrican que já tinha visto anteriormente e cujo conteúdo começou a despejar em torno do barracão. Quando terminou a tarefa, que durou alguns breves minutos, a mesma veio novamente até junto de mim. E com ambas as mãos, segurou no meu rosto e deu-me um beijo. Um beijo carregado de afeto. Um afeto doentio. Por que amar alguém como a Bárbara Viegas dizia me amar, e da forma como ela expressava esse amor, não podia ser considerado outra coisa que não fosse uma doença mental. Uma obsessão…” “….Este livro é assim, antes do mais, o cumprimento dessa promessa. Um livro em que procuro, com a isenção possível, descrever a obsessão de uma mulher por um homem. Uma história que não é de género, mas de factos. A história de uma obsessão que custou a vida gente inocente, pelo menos a três mulheres, e que marcou a minha vida para sempre. Uma história de mortes…” "Sexo ou Amor, Sentido ou Sabor" “O Amor é como uma infusão. Retiramos de algo ou alguém o melhor que o mesmo contém: o sabor, a essência, a alma, o cheiro, o conteúdo.” A adolescência e a juventude não se caracterizam pela idade, não se baseiam na falta ou excesso de experiências. Ser jovem é viver, respirando vida e ansiando por mais. É quando se vive o primeiro amor, é quando se vivencia essa experiência ao limite. “Ser criança é ser-se espontâneo, Virgem de vida mas ao mesmo tempo ofegante de a viver! (…) Ser criança é sentir o nervoso miudinho quando o nosso herói ou heroína se aproxima e quando exploramos o mundo dentro de um quarto.” …É um púlpito de hormonas loucas e incontroláveis, que nos leva o corpo ao clímax, e a cabeça à mais louca e máxima desorganização! É a maior entropia emocional, que luta contra o tempo, o desgosto, a rejeição e a perda parcial que parece fatal! “É amar, amar todos os dias, amar o mais simples: amar um sorriso e decorá-lo! É sorrir, permanentemente. É chorar, facilmente.”



ENVIE ESTE EVENTO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>