Portal Nacional dos Municipios e Freguesias


Oeiras acolhe Festival Sete Sóis Sete Luas

Oeiras acolhe Festival Sete Sóis Sete Luas
Estabelecer o diálogo intercultural através da realização de projetos de música popular e de artes plásticas é o objetivo do Festival Sete Sóis Sete Luas (FSSSL), promovido por uma Rede Cultural de 33 cidades de 13 Países, e que se realiza até 15 de agosto, todas as sextas-feiras, na Fábrica da Pólvora de Barcarena, no concelho de Oeiras.

PROGRAMA

Sexta-feira, 11 de Julho
MICHEL MONTROND (Cabo Verde)Michel Montrond é a jovem estrela de Cabo Verde. Empenhado em exportar as brilhantes joias da música da sua terra natal, a ilha do Fogo, com um toque soul na sua voz e uma extraordinária presença em palco, Michel revela-se um excelente embaixador da música cabo-verdiana. Estilisticamente inspirado nas sonoridades de África e Brasil, interpreta canções harmoniosas e animadas que transportam o espectador para o seu quente mundo equatorial.
Estreia nacional

Sexta-feira, 18 de Julho
7SÓIS.MYTHOS.ORKESTRA (França; Portugal; Itália; Turquia)7Sóis.Mythos.Orkestra é o nome da criação artística original do Sete Sóis Sete Luas, surgida do trabalho conjunto de 6 prestigiosos músicos – André Santos (guitarra) e Luzia Vieira (contrabaixo), de Portugal, Daniel Solia (bateria e percussões), de França, Murat Ertel (voz, saz e teremin), da Turquia, Francesca Incudine (voz e percussões), da Sicília, e Patrizio Castiglia (violino), da Toscânia – que partilham tradições culturais e criam temas musicais inéditos que testemunham o entendimento e a cooperação entre diferentes culturas.

Sexta-feira, 25 de Julho
AKIM EL SIKAMEYA (Argélia) Akim cresceu na quente e cosmopolita região de Oran (Argélia), estudando violino e investigando a tradição das canções andaluzas. Após afirmar-se no cenário musical de Marselha (França), partilhou o palco com artistas de renome internacional como Khaled, Willy de Ville, Cesária Évora ou Noa, entre outros. Em 2006, a convite de Peter Gabriel, participou no Festival itinerante Womad. A sua música cruza a profundidade e a sensualidade do som árabe-andaluz com sonoridades da música contemporânea, do violino oriental, do som do cajón e da guitarra flamenca, convidando o público à dança.

Sexta-feira, 1 de Agosto
DAVID NIETO (Andaluzia)Bailarino admirável, coreógrafo e professor, este jovem bailador de San Fernando, Cádiz, iniciou muito cedo a sua incursão no flamenco. O seu baile, solitário e melancólico, deixa no ar os presságios de um sentimento que coloca o público perante um flamenco íntimo, que apenas poderia ter origem nesta província do sul de Espanha, fonte de incontestáveis talentos de tal arte.
Estreia nacional

Sexta-feira, 8 de Agosto
VIBRA.SÓIS.ORKESTRA (Cabo Verde; Espanha; França; Itália; Portugal)As muitas almas do Mediterrâneo dão vida a “Vibra-Sóis”, através de uma viagem infinita e fascinante que, numa história musical, do fado português aos ritmos das mornas de Cabo Verde, passando pelas tarantelas do sul da Itália, conta o espírito multiforme do mundo luso-mediterrâneo. A direção musical está a cargo de Custódio Castelo, virtuoso mestre da guitarra portuguesa (para além de ex-guitarrista de Amália Rodrigues colaborou com os Rolling Stones na produção do álbum “The Rolling Stone Project”).

Sexta-feira, 15 de Agosto
LUASITANIA ORKESTRA (Espanha; Portugal; Brasil)Luasitania Orkestra, criação artística original do Sete Sóis Sete Luas, surge do trabalho conjunto de fabulosos artistas provenientes de diversas terras do Festival: do Brasil (Cacau, voz e guitarra), de Espanha (Efren Lopez, diretor musical e sanfona, e Aleix Tobias, bateria) e de Portugal (Joana Negrão, voz e percussões, e Sofia Neide, contrabaixo), num longo e fascinante percurso pela música popular portuguesa, os ritmos brasileiros, as tarantelas italianas e as melodias espanholas.

Bilhetes (a partir dos 3 anos): 2€ (individual), 5€ (família, até 4 pessoas)

PODERÁ GOSTAR TAMBÉMOUTROS EVENTOS NO PAÍS - VER TODOS

VEJA TAMBÉM!