Portal Nacional dos Municípios e Freguesias


Reinar Depois de Morrer

Em 05-12-2019

A lendária e trágica história de amor de D. Pedro e D. Inês de Castro deu origem a uma rica linhagem artística ao longo dos tempos, não apenas portuguesa. Depois de Garcia de Resende (no Cancioneiro Geral, 1516), Camões (no Canto III de Os Lusíadas, 1572) e sobretudo António Ferreira (em Castro, 1587), o dramaturgo espanhol Luis Vélez de Guevara (1579-1644) glosou o tema em (1635), peça em três atos que a Companhia de Teatro de Almada recupera, numa adaptação de José Gabriel Antuñano e encenação de Ignacio García. O texto de Guevara, uma das comedias mais representativas do chamado século de ouro do teatro espanhol, foi publicado em Portugal pela primeira vez em 1652. Com tonalidades intensamente líricas, a peça encena este famoso episódio histórico, no qual a razão de Estado – a que se poderia hoje chamar uma razão politicamente correta – se opõe e se sobrepõe ao amor e à liberdade individual. Centrando-se na forma como essa oposição se agudiza nas quatro personagens principais, moldando as suas ações, dilemas e sofrimentos, convida o espectador a refletir sobre um tema perene: “O da supremacia das conveniências sobre o indivíduo – sempre mais frágil – que as questiona.”




ENVIE ESTE EVENTO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


PODERÁ GOSTAR TAMBÉMOUTROS EVENTOS NO PAÍS - VER TODOS

Mistérios da Penha de França
Oficinas Criativas de Natal
Massa Crítica - Bicicletada

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DO PAÍS

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer em todo o País.