Portal Nacional dos Municipios e Freguesias


Inauguração da Exposição de Fotografia Vitor Cid "Zona Estreita - Entre as Margens do Quotidiano"

Inauguração da Exposição de Fotografia Vitor Cid
Patente até 27 de março Entre a montanha e a planície, entre a casa e o trabalho, entre Cacilhas e Lisboa existe sempre uma pausa, uma viagem - ou melhor, duas, a de ida e a de volta - sobre as águas do Tejo, a bordo de um cacilheiro, através da chamada Zona Estreita. São viagens curtas, diárias, intensas. De todos os meios de transporte que utilizamos nas deslocações a que nos obrigam os nossos afazeres do dia-a-dia, o barco, o cacilheiro, é, talvez, aquele onde a consciência da viagem é mais veemente. Seja pelas tonalidades do céu ao mergulharem no rio, seja pela agitação das águas que nos embalam o espírito, quando viajamos num cacilheiro parece que o fazemos sempre pela primeira vez. É este um transporte público muito particular, pois o bilhete que compramos confere-nos muito mais do que o simples direito a cruzar o rio, concede-nos uns instantes de contemplação, de tranquilidade, de calma, de reflexão, de pausa entre as margens do quotidiano. São esses instantes de pausa que o artista nos quer mostrar, através de um conjunto de fotografias que realizou durante quatro anos de travessias quase diárias. Vitor Cid nasceu em Lisboa, em 1964. Atualmente vive em Almada. Começa a fotografar a princípios da década de oitenta, sobretudo como um auxiliar nas funções de luminotécnico que desempenha durante quase dez anos na Companhia de Teatro de Almada. No final dos anos oitenta abandona o teatro, mas não a fotografia, atividade que, primeiro como amador e depois como profissional, exerce há mais de 30 anos. Em 2011, frequenta o Curso Profissional de Fotografia, no Instituto Português de Fotografia, em Lisboa, que conclui em 2013. Realiza estágio profissional no jornal Público. Participa em diversas mostras coletivas e individuais de fotografia.

PODERÁ GOSTAR TAMBÉMOUTROS EVENTOS NO PAÍS - VER TODOS