Portal Nacional dos Municípios e Freguesias

Como poupar no crédito à habitação? Saiba mais aqui!

Como poupar no crédito à habitação? Saiba mais aqui!

Publicado em: 2020-06-08

Como poupar no crédito à habitação é a questão que muitas vezes colocamos a nós próprios, sem saber bem de que forma o poderemos fazer. 

Pois bem, a pensar nessa questão deixamos algumas sugestões que podem ajudar a dar os primeiros passos a caminho de uma poupança real de alguns euros extra por mês.

Para começar sugerimos que faça uma análise pormenorizada ao tipo de contrato que detém actualmente com o seu banco de crédito, desta forma poderá ver quais são as condições actuais que tem, e comparar com as condições existentes actualmente no mercado.

Lembre-se que as taxas de juro e os valores dos seguros sobre o capital variam ao longo do tempo, mediante as condições de risco de incuprimentos e de flutuação dos próprios mercados.

O que no passado lhe pareceu vantajoso, poderá ser agora uma herança pesada para o seu orçamento, e certamente quererá reduzir o peso dessa herança através de algumas renegociações, se for possivel consoante o seu caso.

Actualmente o valor das taxas estão em valores muito abaixo dos praticados à alguns anos atrás, caso tenha um contrato mais antigo, valerá a pena ver junto do seu banco a possibilidade de uma renegociação, quer seja do prazo, quer seja da taxa aplicada por forma a conseguir uma folga mensal que lhe permita uma poupança extra.

Caso o seu banco se torne inflexivel nessa renegociação, aborde outras instituições bancárias, e explique a sua situação, pode ser que lhe façam uma proposta mais vantajosa com a mudança do crédito para outra instituição.

Outra opção que lhe permite poupar algum dinheiro extra, será a possibilidade da renegociação do seguro de vida associado ao seu crédito de habitação, não fique preso ao mesmo seguro durante toda a duração de vida do seu crédito.

Experimente consultar algumas seguradoras que lhe possam apresentar alternativas viáveis e que lhe tragam algumas reduções no prémio mensal do seguro, ao fim de alguns anos de pagamentos de prestações, a poupança torna-se visível. Em caso de dúvida nesta matéria, contacte um especialista de seguros para um melhor aconselhamento.

Se estiver numa situação de demasiados créditos e em que a sua taxa de esforço mensal esteja acima do que consegue suportar actualmente, considere a opção de consolidação dos seus créditos, desta forma consegue aliviar-se do sufoco mensal dos juros elevados e manter o seu compromisso de pagamento sem entrar em incuprimentos bancários e respectivas penalizações.

Aplique a sua poupança extra

Se seguir os passos da renegociação e conseguir poupar alguns euros mensalmente, pense no futuro e no que poderá fazer com esse valor ao fim de alguns anos de poupança.

Investir esse capital em algum instrumento financeiro de baixo risco que lhe traga alguns benefícios extra ao fim de algum tempo é uma boa opção, sugerimos os PPR ou os certificados de tesouro que actualmente têm taxas de rentabilidade mais atractivas no mercado.

Lembre-se que os créditos estão associados às taxas EURIBOR, pelo que acompanhar sempre às alterações desta taxa para conseguir obter as maiores vantagens na renegociação de créditos e nos investimentos de poupanças.

Saiba também sobre a extensão de prazos das Moratória de contrato de crédito à habitação que o Governo concedeu por causa da pandemia actual.

Autoria:

PNMF




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar este artigo, Partilhe!
162 PARTILHAS / VISITAS

PODERÁ GOSTAR DE LEROUTROS ARTIGOS EM DESTAQUE