Alunos das escolas de Guimarães visitam Plataforma das Artes, Casa da Memória e Ciência Viva

Alunos das escolas de Guimarães visitam Plataforma das Artes, Casa da Memória e Ciência Viva

Alunos das escolas de Guimarães visitam Plataforma das Artes, Casa da Memória e Ciência Viva

Alunos das escolas de Guimarães visitam Plataforma das Artes, Casa da Memória e Ciência Viva

A Câmara Municipal de Guimarães, através da sua Divisão de Educação, está a promover visitas de estudo a três equipamentos culturais vimaranenses, destinadas a alunos do 3º e 6º ano de escolaridade de todas as escolas do concelho. A iniciativa, com um carácter pedagógico e formativo, está a decorrer no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), na Plataforma das Artes, Casa da Memória e Centro Ciência Viva de Guimarães.

Mais de 2.700 alunos vão visitar os três equipamentos até ao final do ano letivo, no âmbito do Projeto Educativo Municipal, de acordo com a realização de atividades potenciadoras do desenvolvimento global dos alunos, em ações complementares à aprendizagem curricular e promotoras da equidade de oportunidades, que contribuam simultaneamente para a aproximação dos alunos ao património local.

1.338 alunos do 3º ano de escolaridade vão visitar o Centro Ciência Viva de Guimarães – Curtir Ciência, enquanto 1.366 estudantes, têm visita marcada para a Casa da Memória e para o CIAJG, tendo em conta os serviços e a oferta cultural que disponibilizam para o perfil etário deste nível de ensino. As questões logísticas associadas a estas deslocações são assumidas pelo Município de Guimarães.

História e património vimaranenseO CIAJG, situado no interior da Plataforma das Artes, reúne peças oriundas de diferentes épocas, lugares e contextos em articulação com obras de artistas contemporâneos, propondo uma (re)montagem da história da arte, enquanto sucessão de ecos, e um novo desígnio para o museu, enquanto lugar para o espanto e a reflexão. O Centro Internacional das Artes José de Guimarães é uma estrutura dedicada à arte contemporânea e às relações que esta tece com artes de outras épocas e diferentes culturas e disciplinas.

A Casa da Memória, inaugurada a 25 de abril de 2016, é um centro de interpretação e conhecimento que expõe, interpreta, reflete e comunica testemunhos materiais e imateriais que contribuam para um melhor conhecimento da cultura, território e história de Guimarães e das suas pessoas. Situada na Avenida Conde de Margaride, está instalada na antiga fábrica de plásticos Pátria e constitui um lugar de encontro da comunidade, propondo uma visão do passado, presente e futuro de Guimarães, dando a conhecer os marcos que modelaram a região e compreender a evolução das suas transformações sociais e geográficas.

Inaugurado a 17 de dezembro de 2015, o Centro Ciência Viva de Guimarães promove a cultura científica e tecnológica e fomenta a motivação para a aprendizagem científica numa viagem vibrante pelo conhecimento. A reabilitação da Antiga Fábrica de Curtumes Âncora, levada a cabo pela Câmara Municipal de Guimarães, em parceria com o suporte científico da Universidade do Minho, permitiram dispor de um espaço interativo com quase duas dezenas de módulos nas áreas da Robótica, Eletrónica e Instrumentação, Realidades Virtuais, Engenharia, Reciclagem, Arqueologia e História.



EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Guimarães - VER TODAS

 


FB