Portal Nacional dos Municípios e Freguesias


ALERTA - CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS

ALERTA - CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS
Notícias

14 de dezembro de 2018

SITUAÇÃO METEOROLÓGICA

De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, para as próximas 48 horas, salienta-se o seguinte:

Amanhã (15dez)• Precipitação pontualmente intensa em especial nas regiões Norte e Centro, com o período mais crítico entre as 12h e as 24h com acumulados até 50 mm/12h.• Queda de neve na serra da Estrela acima dos 1800 m.• Vento do quadrante Sul pontualmente forte a acompanhar a passagem da frente, com rajadas que podem atingir 65Km/h nas regiões do litoral e 80 Km/h nas terras altas.• Agitação marítima com ondulação de noroeste até 4,5 m na costa ocidental a Norte do cabo Raso a manter-se previsivelmente até à madrugada seguinte.

Depois de amanhã (16dez)• Precipitação mais persistente durante a madrugada e manhã generalizada a todo o território (10 a 20 mm/12h nas regiões Centro e Sul), passando a regime de aguaceiros a partir da tarde mais frequentes as regiões Norte e Centro.• Vento do quadrante Oeste moderado a forte, respetivamente no litoral (<40 m/h) e nas terras altas (<50 Km/h), diminuindo de intensidade a partir da tarde.• Queda de neve nas terras altas até aos 1200/1400 m.

EFEITOS EXPECTÁVEISEm função das condições meteorológicas presentes e previstas é expectável:• Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água;• Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;• Danos em estruturas montadas ou suspensas;• Possíveis acidentes na orla costeira;• Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte, bem como de afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia;• Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;• Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;• Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis.MEDIDAS PREVENTIVAS

A SMPC de Alcobaça recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, recomenda-se a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

• Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;• Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias;• Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;• Retirar das zonas confinantes, normalmente inundáveis, equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens;• Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atenta para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte;• Ter especial cuidado na circulação e permanência junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;• Colocar animais em locais seguros, retirando os rebanhos que se encontram nas zonas que serão provavelmente inundáveis;• Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança, desenvolvendo as ações necessárias para a proteção da vida humana e bens.




ENVIE ESTE ARTIGO POR EMAIL PARA UM(A) AMIGO(A) >>


Ajude a divulgar esta noticia, Partilhe!


67 PARTILHAS / VISITAS

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Alcobaça - VER TODAS

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Alcobaça

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.