Portal Nacional dos Municipios e Freguesias


Inaugurada oficialmente a 1ª fase da Ecovia de Guimarães

Inaugurada oficialmente a 1ª fase da Ecovia de Guimarães

No início da manhã deste sábado, 22 de setembro, Dia Mundial Sem Carros, na rotunda da Avenida D. João IV, teve lugar a cerimónia oficial de inauguração da 1ª Fase da Ecovia de Guimarães, que liga o Parque da Cidade à Cidade Desportiva. A cerimónia, que foi abençoada pelo Arcipreste de Guimarães e Vizela, Padre Constantino Sá, contou com a presença de Domingos Bragança, Presidente da Câmara, e de José Mendes, Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente.

Domingos Bragança, na sua intervenção, fez um apelo para que todos os cidadãos usufruam de “novas perspetivas da cidade”, só possíveis de experienciar durante o percurso que liga a rotunda da Avenida D. João IV à Academia de Ginástica, no Parque da Cidade. O percurso dá a conhecer uma nova dimensão da encosta da Penha e é, segundo o Edil, “deslumbrante do ponto de vista estético”. A ideia de que só através do uso é que se valoriza e preserva esta importante infraestrutura ficou também patente no discurso de Domingos Bragança. Depois da 1ª Fase, planos há para, em 2019, ligar a Cidade Desportiva, na Veiga de Creixomil, a Pevidém, através do Caminho Real. O Presidente da Câmara deixou também claros os objetivos de expansão da Ecovia a outros pontos do concelho, nomeadamente na linha ao longo do Rio Ave que se estende desde o Parque de Ardão, em Silvares, à extrema norte do território, bem como a extensão para sul do concelho. “Podemos fazer tudo em conjunto, como é prova o trabalho das Brigadas Verdes, que aproveito para saudar”, disse. Outras das ideias fortes do discurso de Domingos Bragança evidenciou a necessidade de criação de plataformas intermodais que criem uma rede de mobilidade no território, sempre virada para a sustentabilidade ambiental, com recurso aos modos suaves. O uso da bicicleta, do transporte público, que se pretende elétrico, e dos percursos pedonais é apontado como o caminho a seguir. O trabalho conjunto que está a ser desenvolvimento com a Universidade do Minho, para a criação de uma rede de carregamento para veículos elétricos, é um dos exemplos apontados que suporta a ideia de um futuro mais verde para Guimarães.

A encerrar a cerimónia, José Mendes, Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, disse estar feliz por estar em Guimarães, que considera a sua casa, e poder assistir ao que considera importante: um percurso que está a ser trilhado. “Não podemos perder a pedalada”, diz José Mendes, usando uma metáfora apropriado ao momento festivo. Segundo o Secretário de Estado, o modelo carbonizado tem que ser, rapidamente, substituído pela mobilidade sustentável. O financiamento ao abrigo do Portugal 2020, de mais de 780 milhões de euros, servirá para dotar o país de modos suaves de mobilidade e da multimodalidade, pois o que está feito é ainda insuficiente. José Mendes lembrou que em Portugal apenas 1% das viagens se efetuam de bicicleta, o que fica ainda longe dos 7% da média europeia. Espera-se que até 2030 Portugal possa chegar a esses números, através do programa de apoio Portugal Ciclável 2030, que disporá de cerca de 300 milhões de euros. “É necessário investir na promoção do uso da ciclovia, principalmente nos mais novos”, disse José Mendes. Como nota final, o Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente revelou estar convicto que só um modelo bottom-up, que nasça da vontade dos cidadãos, é possível mudar o paradigma da mobilidade em Portugal. “Os atores fundamentais são os cidadãos”, concluiu.

Após a cerimónia oficial, toda a comitiva e convidados percorreram os cerca de 2 quilómetros de ligação até à Academia de Ginástica, uns a pé e outros de bicicleta. Guimarães fica assim ainda mais verde.

Ecovia

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Guimarães

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Guimarães - VER TODAS