Portal Nacional dos Municípios e Freguesias


Câmara apoia aquisição de medicamentos

Câmara apoia aquisição de medicamentos

Um em cada cinco portugueses não compra os medicamentos que lhes são prescritos por dificuldades económicas.

A pensar nesta realidade, surgiu em 2015 a Associação Dignitude. Esta instituição particular de solidariedade social, sem fins lucrativos, resulta da parceria entre o setor social - Cáritas Portuguesa e Plataforma Saúde em Diálogo e o setor da saúde - Associação Nacional das Farmácias e Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica.

O Programa “abem: Rede Solidária do Medicamento” é o primeiro programa solidário da Associação Dignitude. O objetivo é garantir o acesso ao medicamento em ambulatório por parte de qualquer cidadão que, em Portugal, se encontre numa situação de carência económica que o impossibilite de adquirir os medicamentos comparticipados que lhe sejam prescritos por receita médica.

O programa destina-se não só a que beneficia de prestações sociais, mas também a todos os que se deparem com uma situação inesperada de carência económica decorrente de desemprego involuntário ou de doença incapacitante.

O programa chegou a mais de 1500 utentes em nove concelhos do país, mas o objetivo é chegar a cerca de 50 mil portugueses até 2019. Matosinhos aderiu a este projeto em finais de 2016.

No primeiro ano da implementação deste projeto, foram apoiadas 82 pessoas que se encontravam em situação de carência económica e com doença comprovada por diagnostico médico que beneficiaram de 2363 embalagens de medicamentos. “O nosso objetivo é aumentar a capacidade de resposta, porque há muitas outras pessoas que poderão ser abrangidas se alargarmos os critérios de seleção”, anunciou Luísa Salgueiro, no final da assinatura do protocolo de colaboração entre o município e a Associação Dignitude para a continuidade deste projeto no Concelho, assegurando que “todas as farmácias de Matosinhos estão disponíveis para aderir a este projeto”.

“Fazia todo o sentido termos este projeto em Matosinhos, pois já temos uma Rede de Atendimento Integrado, que procura dar resposta aos problemas das pessoas com mais dificuldades”, explicou a Presidente da Câmara Municipal.

A presidente do Conselho Geral e de Supervisão da Associação Dignitude sublinhou que, no primeiro ano de implementação do projeto, constatou-se que “24,3% dos beneficiários eram crianças”. “A sociedade civil não pode ficar indiferente a isto. Não estamos a comprometer apenas o presente, estamos a comprometer o futuro”, disse Maria de Belém Roseira.

A assinatura do protocolo decorreu hoje no Edifício dos Paços do Concelho e contou ainda com a participação do presidente da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica, João Almeida Lopes, e da vogal da Associação Dignitude, Ana Cristina Gaspar.

Presente esteve ainda o Vereador da Cultura, Fernando Rocha.

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Matosinhos

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.

EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Matosinhos - VER TODAS