Um milhao de euros para a Saude em Matosinhos

Um milhão de euros para a Saúde em Matosinhos

Um milhão de euros para a Saúde em Matosinhos

Um milhão de euros para a Saúde em Matosinhos

Em dia de reunião do Conselho de Ministros em Matosinhos, o Ministro da Saúde visitou hoje o Hospital Pedro Hispano para anunciar um investimento na saúde no Concelho no valor de um milhão de euros.

A maior fatia- cerca de 600 mil euros- diz respeito à requalificação do Serviço de Urgência. A intervenção prevê melhorias nas condições de vigilância dos utentes que aguardam observação médica e na zona de triagem dos utentes com diferentes prioridades, e inclui o alargamento da sala de espera de Ortopedia e a requalificação da Sala de Tratamento 2.

Está também prevista a aquisição de equipamentos mais avançados de imagiologia (RX e TAC), que permitam um diagnóstico mais rápido e preciso.

Adalberto Campos Fernandes inaugurou também hoje um investimento de 250 mil euros na modernização do equipamento de Imagiologia, com a aquisição de uma nova mesa de RX, aumentando, desta forma, a capacidade de resposta do serviço e reduzindo o tempo de espera para a realização destes exames.

O Ministro da Saúde presidiu ainda à assinatura de um protocolo entre a Câmara Municipal de Matosinhos (CMM) e a Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM) com vista à construção do novo acesso pedonal ao Hospital Pedro Hispano, colocando, assim, um ponto final num problema que persiste há 20 anos.

Desde a sua construção que os utentes do Hospital Pedro Hispano, nomeadamente os que apresentam problemas de mobilidade ou limitação física, se deparam com uma inclinação superior a 6% limite máximo permitido na legislação atual.

“Esta rampa faz toda a diferença na vida das pessoas”, concordou o Ministro da Saúde.

O protocolo hoje assinado prevê a construção de um acesso pedonal desde a via pública até à porta do hall de entrada do Hospital Pedro Hispano com uma inclinação adequada, respeitando o previsto na legislação atual. A empreitada, no valor de 160 mil euros, contará com o co-financiamento da Câmara Municipal (50 mil euros), como referiu Luísa Salgueiro.

A Presidente da Autarquia considerou este “um momento de grande simbolismo para Matosinhos”.

Para o presidente do Conselho de Administração da ULSM, Vítor Herdeiro, “esta solução responde a uma reivindicação antiga” e “é exequível e sustentável para resolver um problema que tem sido, ao longo dos anos, uma fragilidade para os nossos utentes”.

Presentes na assinatura do protocolo estiveram ainda o presidente da Administração Regional de Saúde do Norte, Pimenta Marinho, a presidente da Assembleia Municipal de Matosinhos, Palmira Macedo, o Vice-presidente da Autarquia, Eduardo Pinheiro, e os vereadores Fernando Rocha, Ângela Miranda, António Correia Pinto e José Pedro Rodrigues.

RECEBA DIARIAMENTE AS NOTÍCIAS E EVENTOS DE
Matosinhos

Registe aqui seu email para receber diariamente as últimas notícias e os próximos eventos a decorrer neste concelho.



EM DESTAQUEÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Matosinhos - VER TODAS