CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO - PERIGO DO AFOGAMENTO SECUNDÁRIO DAS CRIANÇAS - DIVULGAR

CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO - PERIGO DO AFOGAMENTO SECUNDÁRIO DAS CRIANÇAS - DIVULGAR

CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO - PERIGO DO AFOGAMENTO SECUNDÁRIO DAS CRIANÇAS - DIVULGAR

CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO - PERIGO DO AFOGAMENTO SECUNDÁRIO DAS CRIANÇAS - DIVULGAR

Aproxima-se a época balnear e o período de calor, desta forma, lançamos uma campanha de sensibilização principalmente para os Pais e também para a população em geral para os cuidados a ter em situações de afogamento em piscinas privadas ou públicas ou praias.

 

Infelizmente cada vez surgem mais relatos de situações em que por descuido ou acaso, as crianças acabaram por cair nas piscinas e dai resultar uma situação de afogamento.

Em situações destas é importante saber reagir e assim evitar uma possível tragédia ou danos graves na criança, muitas vezes nestas situações a criança acaba por se restabelecer após sofrer uma imersão, o que pode acontecer depois e que muitos pais não sabem é que algumas horas ou mesmo dias após esse restabelecimento da criança e aparentemente parecer estar tudo normal, a criança tenha um colapso em que surgem sintomas tais como sonolência, e dormência ou perda de força (membros moles), sendo que a criança pode adormecer e não voltar a acordar, a este fenómeno dá-se o nome de afogamento secundário.

 

O QUE É O AFOGAMENTO SECUNDÁRIO:

O afogamento secundário acontece normalmente quando entra água nos pulmões, sendo que após o processo de reanimação e mesmo que se restabeleça a vítima, este liquído pouco a pouco converte-se num endema pulmonar qua inicialmente não implica nenhum problema, nem é visível, mas que horas ou dias depois pode levar a complicações graves e em último caso à morte.

No caso das piscinas, agrava-se a situação devido aos químicos que a própria água contém e que reagem silenciosamente no interior do organismo, especialmente o cloro que é um grande irritante dos brônquios.

 

E QUAIS AS POSSÍVEIS CAUSAS DESTE AFOGAMENTO SECUNDÁRIO (Uma morte silenciosa):

Este fenómeno ocorre normalmente devido aos químicos que podem ser encontrados na água das piscinas, esses mesmos químicos alojam-se nos pulmões e acabam por lentamente causar irritação e inflamação interna nos orgãos afectados, este processo leva a uma perda de oxigênio constante e por fim leva a uma espécie de afogamento silencioso sem que ninguem se aperceba do que realmente está a acontecer.

Este tipo de situação pode ocorrer até 3 dias após o afogamento sem manifestar qualquer sintoma que demonstre estar-se perante uma situação problemática, quando os sintomas surgem por vezes já é tarde e pode ocorrer mesmo uma tragédia.

 

O QUE É O AFOGAMENTO SECO:

O afogamento seco deve-se a uma leitura errática do nosso organismo e cérebro que presentem que estamos a engolir água, este sentimento faz com que se produza um espamo na laringe que acaba por bloquear a entrada de água (que não existe nesse caso), mas também bloqueia a entrada de ar, levando desta forma a que se fique sem oxigénio.

 

RECOMENDAÇÕES A TER EM CONTA:

Serve este alerta também para sensibilizar que os Pais devem estar sempre atentos aos movimentos das crianças juntos das piscinas e em caso algum deixar as crianças sozinhas quando estas estão em momentos de diversão. 

Deve-se ter sempre o cuidado de por uma protecção a cobrir as piscinas quando as mesmas não são utilizadas e tem um acesso fácil por parte das crianças.

Mesmo que as crianças saibam nadar, não se deve facilitar pois por vezes os períodos longos dentro de águas podem levar a enjoos ou caímbras e sem se dar conta a criança entrar numa situação de afogamento.

Se estiver numa praia pública, nunca perca os seus filhos de vista, siga os seus movimentos e esteja atento a possíveis situações de risco por forma a poder intervir de imediato. Nestas situações todo o cuidado é pouco e por vezes o inesperado acontece, nunca se deve facilitar.

 

NOTA MUITO IMPORTANTE:

SE O SEU/SUA FILHO/A SOFRER UM AFOGAMENTO E RECUPERE, NUNCA DESVALORIZE A SITUAÇÃO, LEVE-O/A DE IMEDIATO À EMERGÊNCIA MÉDICA! ESTE GESTO PODE-LHE SALVAR A VIDA!

 

Lembre-se que este tipo de situações não ocorre só em crianças mas sim também em adultos, dai que toda a forma de prevenção é bem-vinda, ajude a partilhar e a divulgar esta campanha de forma a chegar ao maior número de cidadãos, obrigado.



EM DESTAQUETAMBÉM LHE PODERÁ INTERESSAR



PUBLICIDADE




FB